Como abrir um restaurante? Confira dicas que farão a diferença

Foto do autor

Quando se almeja iniciar um empreendimento, como abrir um bar ou restaurante, para tirar as dúvidas do papel, um dos passos mais importantes é criar um plano de negócios. Outro ponto de atenção é a documentação necessária para garantir que tudo esteja dentro das regras.

O espaço físico é somente uma pequena parte da atividade. Por trás da área de atendimento ao público, há uma série de processos que garantem o bom funcionamento do local. Há aspectos como delivery, menu e equipe para que a empreitada seja um sucesso. Neste artigo, abordaremos:

  • Como abrir um restaurante do zero: o que é preciso;
  • A importância da documentação;
  • Tendências do setor de bares e restaurantes;
  • Tecnologia é a chave para inovação;
  • Como abrir um restaurante: combinação essencial.

Como abrir um restaurante do zero: o que é preciso

Se quer saber como abrir um restaurante, é necessário ter a certeza de que este é o caminho certo a trilhar, ou seja, se é algo que você realmente gosta e para o qual terá as ferramentas necessárias para colocar em prática. Ao definir isso, fica muito mais fácil seguir em frente. 

Em 2022, o cenário se mostra promissor e projeta alta de 5% no faturamento ainda este ano. A redução do desemprego e a queda do número de viagens fazem com que os consumidores gastem mais, inclusive com a alimentação fora de casa.

Mesmo que as perspectivas sejam otimistas, um dos passos essenciais para abrir um estabelecimento é fazer uma pesquisa de mercado. Se o empreendimento for algo do interesse das pessoas, as chances de sucesso serão maiores.

Ao estabelecer tudo isso, chega a fase de desenvolvimento do plano de negócios. É essencial ter todas as definições nesse documento, que é totalmente orgânico. Ou seja, pode ser alterado e moldado com o passar dos meses.

Antes de construir esse plano, é imprescindível que sejam feitas pesquisas de mercado. Conversar com as partes envolvidas, tirar dúvidas, buscar referências e apresentar o resultado para outras pessoas também ajudarão nas decisões iniciais. Acima de tudo, deve-se estar disposto a ouvir críticas, incorporar soluções melhores e recalcular a rota, quando for necessário.

Pensar no espaço

Mesmo que a pergunta seja como abrir um delivery, é preciso ter um local físico para o negócio, o que demanda, em muitos casos, a realização de uma reforma, sobretudo porque há regras específicas que devem ser seguidas. Então é indicado contratar uma equipe especializada para garantir que os resultados estejam adequados.

A planta do imóvel deve ser apresentada na administração municipal. Os órgãos competentes irão analisar as condições para liberar (ou não) a obra. Por isso, é fundamental que o projeto tenha um engenheiro e/ou arquiteto responsável.

Em relação à escolha do lugar, é bom priorizar lugares com um volume intenso de pessoas, principalmente se o foco for consumo no local. Espaços próximos a instituições como bancos e universidades são uma boa opção.

Para encontrar um ponto ideal, primeiramente deve-se avaliar se é permitido abrir um restaurante naquela região. Muitos bairros não permitem estabelecimentos comerciais, por isso é importante conferir previamente.

Organizar as finanças

É preciso ter um contador para organizar as finanças do empreendimento. Prever a contratação desse profissional ou de uma consultoria especializada é essencial para cumprir as regras necessárias e ter um controle de processos, burocracias e pagamentos.

Também é fundamental calcular os rendimentos desejados. De acordo com o Sebrae, “o investimento deve ser calculado com base no faturamento previsto”. Ou seja, o lucro não pode ser menor do que o valor correspondente a 4% do patrimônio empregado na viabilização do negócio.

A importância da documentação

Quem pensa em abrir um restaurante do zero precisa saber que, no setor alimentício, são exigidos documentos específicos. O primeiro, assim como em todos os outros negócios, é o Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica, o CNPJ.

Além disso, é imprescindível ter um alvará de funcionamento registrado no município. Cada prefeitura tem suas próprias regras, que variam conforme a localidade. Também é necessária a Inscrição Estadual, documento que identifica a companhia como contribuinte do ISS. É igualmente obrigatório o Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros, atestando que o local é seguro e devidamente equipado no caso de alguma situação de risco imprevista.

Regras a seguir

É preciso atentar à parte burocrática, pois existem permissões e legislações específicas, por envolver diretamente a saúde das pessoas (funcionários e clientes). É fundamental estar de acordo com as normas exigidas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Os padrões sanitários são muito rigorosos; ou seja, o local deve cumpri-los à risca para obter o alvará de funcionamento. É interessante visitar o site da Anvisa para verificar os requisitos.

Nesse sentido, ter um nutricionista no time é um bom investimento. O profissional pode orientar as equipes, balancear o cardápio e conferir as condições das refeições e dos alimentos.

Uma forma de analisar de perto o funcionamento de um restaurante é procurar estabelecimentos que ofereçam tours pela cozinha. Geralmente, esses locais mostram como as tarefas são organizadas e como os elementos são dispostos no ambiente. Essa pode ser uma pesquisa de mercado bastante imersiva.

Tendências do setor de bares e restaurantes

Quem pretende investir nessa área, precisa dar atenção especial às suas tendências. Afinal, o setor é dinâmico e muda constantemente de acordo com as preferências do público.

A pandemia da covid-19 ocasionou o crescimento na demanda por delivery. Nesse sentido, muitos negócios na área tiveram que se adaptar e garantir a conectividade para continuar tendo acesso aos fregueses. Mesmo com a retomada gradativa das atividades presenciais, a aposta em entregas permanece e deve ficar no radar.

Na pesquisa Alimentação na Pandemia, realizada de agosto a setembro de 2021, pela Associação Nacional de Restaurantes (ANR) em parceria com Galunion e Instituto Food Service Brasil (IFB), foi apontado que, antes da pandemia, apenas 24% dos clientes optavam pela modalidade. Hoje, a média do mercado é de 39%. Além disso, 85% dos bares e restaurantes têm a intenção de manter o sistema de entregas mesmo com o retorno do serviço presencial com ocupação total.

Outra dica é prestar atenção a novos modelos e possibilidades. Há, por exemplo, a dark kitchen, que é um tipo de negócios com foco no delivery. E, para se destacar e aproveitar o movimento do mercado, também é possível investir em um sistema de entrega automatizado.

Crescimento do mercado vegano oferece possibilidades

Uma tendência que merece atenção especial é o crescimento do mercado voltado para veganos e vegetarianos. A alimentação plant-based pode ser a base de novos negócios. Ou, pelo menos, ser considerada na hora de montar o cardápio. Dessa forma, expande-se o público que pode ser atendido pelo estabelecimento. 

Para aproveitar ao máximo essa novidade, é importante, no entanto, não deixar o marketing de lado e apostar em ferramentas como Big Data e Internet das Coisas (IoT) para conhecer os clientes em profundidade e usar os dados a seu favor.

Tecnologia é a chave para inovação

Inovar é um passo essencial para se destacar no setor de bares e restaurantes. Adotar soluções tecnológicas é um bom caminho para otimizar o dia a dia do estabelecimento. Softwares de gestão de equipe e de tarefas são ótimas plataformas para a organização do fluxo de trabalho.

Investir em ferramentas de colaboração é outro ponto de atenção. Com o apoio dessa tecnologia, é possível administrar o local mesmo a distância, diretamente do celular, notebook ou tablet.

Oferecer variados métodos de pagamento é mais um aspecto que merece ser levado em consideração. Em vigor desde novembro de 2020, o Pix se consolida como uma das modalidades preferidas pelos brasileiros, principalmente por não ter necessidade de contato físico e não cobrar taxas aos clientes e negócios. 

Automação melhora a experiência em restaurantes

A automação, sobretudo com o uso de Inteligência Artificial (IA), faz a diferença no desempenho de um restaurante, pois irá aprimorar a experiência do cliente. É possível automatizar o atendimento, a gestão de estoque e todos os processos financeiros da empresa, deixando os funcionários livres para se dedicarem a áreas mais estratégicas.

Outra tendência que deve ficar no radar é o cardápio em QR Code, em substituição ao de papel. Além da questão da sustentabilidade, a opção também oferece praticidade na atualização, essencial em um mercado dinâmico. 

Deve ser considerada a contratação de um sistema de comandas eletrônicas, sobretudo se o plano é abrir um restaurante com grande fluxo de pessoas, como bufês self-service. Por isso, é necessário criar um plano de negócios completo para verificar, a partir das soluções e dos objetivos desejados, quais tecnologias serão mais adequadas.

Outro ponto crucial é disponibilizar uma rede Wi-Fi para os clientes. Hoje, como as pessoas vivem conectadas, oferecer aos clientes um acesso gratuito à internet de boa qualidade se tornou um diferencial para os estabelecimentos.

Nesse sentido, devem ser instalados sempre os planos empresariais, que têm características desenhadas especialmente para essas finalidades. 

Como abrir um restaurante: combinação essencial

Quer saber como abrir um restaurante? É fundamental entender que não adianta apenas ter um cozinheiro muito talentoso para assegurar que o estabelecimento seja um sucesso. Uma combinação de fatores é essencial. 

É preciso ter um cardápio consistente e de acordo com o público que se deseja atingir, um atendimento impecável, conforto no espaço físico, além de um preço que esteja adequado à realidade da clientela. Tudo isso deve constar no plano de negócios. Mais uma vez, ressalta-se que esse documento é imprescindível para garantir a criação de um empreendimento robusto.

Ademais, investir em novas tecnológias para otimizar não só a experiência do cliente como a própria gestão do negócio é um passo indiscutível. Apostar nas ferramentas certas é a garantia de manter a operação atualizada e aumentar as chances de conquistar bons resultados. A Vivo Empresas conta com soluções sob medida para o setor de bares e restaurantes, apoiando no processo de digitalização e na segurança cibernética das empresas.

Gostou deste conteúdo sobre como abrir um restaurante? Então, leia também:

Até a próxima!

Foto do autor
Solicite um contato