Interligação de filiais: como tornar essa tarefa mais segura e eficiente com o SD-WAN

Foto do autor

As soluções de SD-WAN têm sido procuradas com uma frequência cada vez maior por companhias de diferentes setores. A demanda por esse tipo de recurso está aquecida, sendo justificada por um motivo importante: a tecnologia otimiza a gestão de redes e facilita a interligação de filiais.

Na prática, trata-se de uma rede de área ampla definida por software, o que a faz capaz de simplificar o gerenciamento e a operação de uma WAN ao agregar inteligência à infraestrutura.

Assim, em um mundo cada vez mais dependente de conexões sem fronteiras, essa ferramenta se tornou uma opção importante para assegurar uma operação mais disponível, versátil e eficiente.

Interessou? Então siga com a leitura deste artigo e conheça melhor as principais características e vantagens do SD-WAN

Veja também:

  • O que é SD-WAN e quais são as suas aplicações práticas
  • Como o recurso funciona
  • Por que a abordagem facilita o dia a dia dos negócios
  • Interligação de filiais: conheça solução de SD-WAN para operações em nuvem

O que é SD-WAN e quais as suas aplicações práticas?

Soluções SD-WAN podem ser aplicadas para simplificar múltiplos processos, inclusive a interligação de filiais

Um estudo realizado pela consultoria Global Market Insights ao final de 2020 mostrou que o investimento em SD-WAN ultrapassou a marca de US$ 1 bilhão em 2019, um recorde para esse tipo de solução. 

A expectativa para os próximos anos é ainda mais otimista: espera-se que o crescimento de mercado seja de 60% até 2026. Tal salto expressivo é atribuído pela instituição às necessidades crescentes das organizações, no que diz respeito ao gerenciamento de rede.

Tal cenário está intrinsecamente ligado à adoção, em maior escala, de abordagens Software as a Service (SaaS) ou Infrastructure as a Service (IaaS) em múltiplas nuvens. 

Assim, com o uso cada vez mais intenso de soluções cloud, o tráfego WAN cresce de modo extremo. Esse volume pode ocasionar, segundo a Cisco, problemas como “complexidade de gestão, imprevisibilidade de desempenho das aplicações e vulnerabilidade dos dados”.

Portanto, o principal desafio das companhias é proteger os ativos críticos sempre que os sistemas forem utilizados por diferentes pessoas, como colaboradores, parceiros e fornecedores. 

Mas como isso é feito? É o que você descobrirá a seguir:

Como funciona

Um software de SD-WAN realiza um trabalho de orquestração, no qual é possível centralizar a configuração e o controle do ambiente, bem como otimizar os links de conectividade. É comum que a organização tenha mais de uma opção, como MPLS, 4G e internet, por exemplo. 

Ou seja, a solução consegue distribuir a disponibilidade da rede de acordo com o nível de criticidade das aplicações. Os links de dados, então, são agregados, possibilitando que a largura de banda seja utilizada com mais eficiência

Vamos a um exemplo prático para clarificar a aplicação da tecnologia: estamos em um e-commerce e a plataforma para a gestão do estoque está demorando para responder.

O motivo pode estar no fato de um grupo de funcionários ter decidido assistir a uma transmissão ao vivo pela internet.

Qual é o nível de prioridade? O SD-WAN logo identificará que o estoque deve ter a maior velocidade de conexão possível para operar. Em seguida, o fluxo será distribuído para atingir esse objetivo, otimizando a operação.

Esse trabalho pode ser realizado de modo manual, o que demanda bastante tempo e dedicação das equipes de TI. Entretanto, o SD-WAN permite que a gestão seja realizada de modo mais simples e ágil.

Noutras palavras, as prioridades são facilmente alteradas em um ponto central, fazendo com que toda a rede se auto configure como um elemento só.

Isso, por sua vez, é um grande ganho para as companhias, visto que a Cisco identificou que 73% dos times gastam metade do seu dia gerenciando tais aspectos.


LEIA MAIS: O que é e por que é preciso investir em Maturidade Digital?


Webinar | Tendências na nuvem manter empresa protegida_V1

Por que o SD-WAN facilita o dia a dia dos negócios

Nessa tecnologia, os ajustes de prioridade e outras configurações importantes costumam ser realizadas a partir de um painel de controle.

Aliás, um destaque da ferramenta é justamente o fato de possuir uma interface mais intuitiva, o que dispensa o envolvimento de uma grande equipe de técnicos para configurá-la.

Outra característica do SD-WAN é a possibilidade de estabelecer políticas de segurança da informação.

Ou seja, além de distribuir a conectividade, a solução ainda permite o estabelecimento de níveis de acesso, definidos conforme o perfil do usuário ou do dispositivo em questão. Da mesma forma, é possível adequá-lo a normas de compliance.

E aqui temos mais uma vez a vantagem da automatização. Depois de definir tais regras, as mesmas podem ser replicáveis a todas as outras unidades, sejam filiais da companhia ou então pontos temporários, como estandes em eventos.

Em síntese, as principais vantagens da abordagem são:

  • Alta disponibilidade das aplicações empresariais;
  • Distribuição inteligente das conectividades;
  • Políticas de segurança;
  • Tráfego protegido;
  • Ampliação simplificada da WAN para diferentes nuvens públicas;
  • Melhor desempenho de softwares, tais como Microsoft Office 365;
  • Gerenciamento simplificado;
  • Provisionamento automatizado;
  • Visibilidade: a empresa tem o detalhamento de tudo o que se passa na rede, identificando qual tipo de tráfego está sendo utilizado e qual a melhor maneira de consumir o recurso.

“A SD-WAN resolve os atuais desafios de TI. Essa nova abordagem de conectividade de rede pode reduzir os custos operacionais e melhorar a utilização dos recursos em implantações multisite.”

Fonte: Cisco

LEIA MAIS: SD-WAN: por que é tão útil para simplificar e otimizar a gestão de redes


Interligação de filiais: conheça a solução SD-WAN para operações em nuvem

A partir da interligação de filiais, é possível ter uma operação mais coesa e eficiente, independentemente do local

A aceleração da transformação digital devido à pandemia fez muitas companhias migrarem as suas cargas de trabalho para a nuvem. Trata-se, inclusive, de uma das principais tendências estratégicas, elencadas pela consultoria Gartner, para que os negócios superem possíveis crises.

E foi justamente para atender a essa demanda crescente que a Vivo Empresas apresentou ao mercado a solução Filial Virtual.

O serviço migra todos os benefícios e funcionalidades do Vivo Gestão de Redes – solução de SD-WAN comercializada em parceria com a Cisco Meraki para a plataforma de nuvem Azure, da Microsoft.

Na prática, a novidade acrescenta importantes camadas de segurança às operações, sobretudo na comparação às infraestruturas de data centers próprios. Isso porque possui diferentes níveis de criptografia, o que impede as investidas de criminosos.

Um dos principais diferenciais da parceria firmada entre as três companhias é o fato de entregar ao cliente uma solução personalizada, com gestão integrada e suporte sempre presente de técnicos especializados.

Sendo assim, profissionais da Vivo Empresas acompanham todo o processo de migração, reduzindo os níveis de complexidade da gestão de TI.

Trabalhamos cada vez mais em um modelo consultivo em que ouvimos as dores dos nossos clientes e entendemos seus desafios, para só assim chegarmos à recomendação das melhores soluções a serem contratadas. Mais do que conectividade, entregamos o melhor ecossistema de serviços e soluções que permitem a mais eficaz jornada das empresas para esse novo modelo de trabalho, cada vez mais remoto e virtual.

Alex Salgado, vice-presidente B2B da Vivo

LEIA MAIS: Cloud computing: tudo o que você precisa saber sobre o assunto


Conclusão

A transformação digital exige cada vez mais dos negócios. E no caso da gestão de redes, inclusive, a adoção da nuvem e de recursos virtuais torna o fluxo de dados intenso, requisitando mais das equipes de TI.

O SD-WAN, por sua vez, é capaz de distribuir a conectividade com inteligência, otimizando o dia a dia das corporações.

Além disso, também acrescenta camadas de segurança, uma vez que torna mais simples implementar políticas e regras de acesso. Dessa forma, trata-se de uma abordagem com dupla função: ao mesmo tempo em que realiza a orquestração das conexões, as protege.

Por sua vez, a Vivo Empresas compreende essa necessidade por tecnologias cada vez mais versáteis e confiáveis. Tanto que trabalha continuamente no aprimoramento de seu portfólio – a exemplo do seu último lançamento em solução SD-WAN.

Na prática, a ferramenta facilita a interligação de filiais, sobretudo ao permitir que os links de internet sejam monitorados constantemente, a fim de garantir a estabilidade e a disponibilidade da rede. Como consequência, o trabalho fica mais fluido, seguro e eficiente.

Ademais, a companhia oferece outros recursos para favorecer os negócios, independentemente da área de atuação ou escala, incluindo Conectividade, Cloud, Segurança, Big Data, IoT, Aluguel de Equipamentos, TI e outros.

Quer saber mais sobre como o SD-WAN acrescenta otimiza a gestão de redes e facilita a interligação de filiais? A seguir, confira outros conteúdos sobre o tema:

Até breve!

Foto do autor
Solicite um contato