Chip internacional: entenda como funciona e se vale a pena investir

Foto do autor

Fazer ligações e, principalmente, ter acesso à internet onde e quando quiser é algo que faz a diferença no dia a dia pessoal e de trabalho, inclusive em viagens para fora do Brasil. 

Nesse sentido, contar com um chip internacional ou com outras tecnologias que permitam se conectar com a família e trabalho sem depender de um Wi-Fi público ou disponibilizado por lojas e hotéis é muito importante.

Entre as vantagens que ele proporciona, está a possibilidade de usar o celular no exterior como se estivesse no país natal. Além disso, a tecnologia garante mobilidade. Afinal, mesmo tarefas cotidianas, como pedir um carro por aplicativo ou saber o melhor caminho para chegar a algum lugar, exigem conectividade. 

Para saber dos benefícios e de outras soluções para viagens internacionais é que este artigo foi criado. Você lerá também sobre:

  • A importância de estar conectado
  • Vantagens do chip internacional
  • Quando vale a pena usar
  • Principais diferentes entre SIM e eSIM
  • Soluções da Vivo Empresas para viagens internacionais

A importância da conectividade

Acessar o internet banking, conversar por mensagem instantânea, fazer uma reunião online com colegas de trabalho. Essas são atividades corriqueiras do dia a dia que têm em comum a necessidade de estar online. Com a crescente digitalização das empresas, não à toa muitos serviços cotidianos exigem acesso à internet.

Isso, em geral, não é problema quando a pessoa está no próprio país. No entanto, em viagens para o exterior, o tema conectividade deve estar no radar de quem viaja a lazer e, principalmente, a trabalho.

Uma das maneiras de garantir a mobilidade e não depender apenas de Wi-Fi público ou de hotéis e lojas é investir em um chip internacional. Com o apoio dessa solução, é possível acessar a internet de onde estiver, assim como realizar tarefas cotidianas e importantes mesmo em viagens, como:

  • Pedir um carro por aplicativo.
  • Conversar por mensagem instantânea.
  • Fazer videochamadas.
  • Acessar e-mail e redes sociais.
  • Consultar o GPS.
  • Pesquisar restaurantes e pontos turísticos.

Em um contexto de trabalho com o uso crescente de ferramentas de colaboração, estar conectado é um aspecto inegociável. Além disso, é cada vez mais comum que empresas contratem nômades digitais, ou seja, profissionais que têm como principal característica trabalhar de diversas localidades, incluindo países estrangeiros. 

Segundo a pesquisa 2022 State of Independence, da consultoria MBO Partners,  na atualidade 16,9 milhões de trabalhadores nos Estados Unidos se descrevem como nômades digitais. Isso representa um aumento de 9% comparado a 2021 e 131% em relação a 2019, ano anterior à pandemia da Covid-19.

Nesse sentido, é importante que as empresas garantam todos os recursos necessários para que seus colaboradores consigam atuar de onde estiverem. Isso engloba acessar documentos na cloud, conversar por vídeo e trocar mensagens com colegas de trabalho.

Webinar | Transformações digitais atenção na sua empresa_V1

Como não perder a conectividade quando viajar?

Para que uma empresa remota funcione, é preciso saber das soluções que não vão deixá-la na mão em casos de viagens. Por isso, é elencado dois produtos que ajudam nesta questão. Assim, é possível garantir que os colaboradores terão acesso de qualidade à internet de onde estiverem. 

O primeiro deles é o roaming internacional, uma vez que a pessoa continua com o mesmo número. O segundo é um chip. 

Uma das vantagens de investir no segundo é a possibilidade de usá-lo em diferentes países, isso se o colaborador não tiver um celular pós pago. Uma vez que os chips são pré-pagos, este é um ponto interessante para quem não quer surpresas com a conta no final do mês. 

Apesar disso, adquirir um chip internacional pode sair bem caro. Isso porque é comum que as operadoras estabeleçam o preço em euro ou em dólar. Assim, dependendo da quantidade de chips a serem adquiridos pela empresa, a conta pode ser alta.

Principais diferenças entre SIM e eSIM

Ao falar de chip internacional, pode logo se imaginar algo físico, que deve ser inserido no celular. Entretanto, a tecnologia avançou e, hoje, o antigo SIM card está dando espaço para o eSIM. 

O eSIM nada mais é do que um chip embutido na placa-mãe do dispositivo durante sua fabricação. Esse recurso possibilita conexão às redes com muito mais segurança e praticidade.

A principal diferença de um SIM para um eSIM é que o segundo modelo não conta com peças físicas. Ou seja, não pode ser removido nem mesmo ser utilizado por terceiros.

Além disso, o eSIM é programado remotamente por software e já vem integrado nos modelos mais novos de smartphone. Com isso, diferentemente do que acontece no caso do SIM Card, a pessoa não tem a necessidade de comprar um novo cartão caso deseje trocar de telefone ou de operadora.

Vivo eSIM, evolução do Vivo Chip

O Vivo eSIM é considerado a evolução do Vivo Chip e não é à toa. Após a contratação da linha móvel, é possível ativá-lo diretamente do Meu Vivo Empresas. Entre as principais vantagens da solução, estão ter segurança e tranquilidade no caso de perda ou roubo do smartphone. Afinal, faz parte do hardware do equipamento e não pode ser removido. Com isso, o número não pode ser ativado em outro celular.

Outra vantagem do eSIM é que permite ativar mais de uma linha no mesmo smartphone, o que pode ser bem importante para quem gosta de manter um número pessoal e outro profissional, por exemplo. 

Por que investir em soluções Vivo Empresas em viagens internacionais?

O eSIM veio para revolucionar o uso dos celulares corporativos. E quando o assunto é viagem para o exterior, a melhor alternativa é apostar no roaming internacional como estratégia para manter a conectividade, sem perder o serviço completo que inclui ligações e SMS. 

Mais prático e cômodo do que o chip internacional, com o Vivo Travel para Empresas os colaboradores do negócio têm acesso garantido à internet enquanto estiverem viajando para fora do País e, ainda, podem fazer chamadas de voz e receber SMS. Entre as principais vantagens de investir nesse serviço de roaming internacional, estão:

  • Cobertura com multiconexão em mais de 150 destinos.
  • Navegação sem depender de Wi-Fi.
  • Presença nos cinco continentes.

São duas opções de plano Vivo Travel: mensal e diário. O primeiro deles é exclusivo para linhas com plano Smart Empresas para utilização de voz, dados e SMS em roaming internacional. A renovação acontece mensalmente, e a cobrança é feita na fatura do plano pós-pago móvel. 

Entre os principais benefícios de investir no Vivo Travel Mensal, estão: 

  • Voz ilimitada para o Brasil e para os países visitados no exterior.
  • Não ter variação na conta nos meses de viagem, já que é valor fixo na fatura.
  • Ter a mesma franquia de dados do plano nacional replicada para utilização no exterior.

Ativação do Vivo Travel

A ativação do Vivo Travel se destaca pela comodidade. Basta baixar o app Vivo Empresas e acessar o aplicativo. No app, é preciso procurar a opção Serviços, selecionar a opção Roaming Internacional e ativar.

Em seguida, é necessário ir até as configurações do celular e também ativar o roaming. O último passo é enviar um SMS para o número 1515 com a expressão TRAVEL WEB. Com isso, o serviço Vivo Travel Mensal está ativado.

Vivo Travel Diário

Já o plano Vivo Travel Diário também dá direito ao uso do plano no exterior. Uma diária contempla os serviços de voz, dados e SMS, com validade até 23h59min do horário local do país visitado.

A ativação do serviço é bem simples. Antes de viajar, é preciso conferir se a linha está liberada para uso no exterior ligando 10315. Após a contratação, a ativação é automática.

Sem dúvida, o chip internacional é uma alternativa para garantir a conectividade no exterior. Porém, para quem quer comodidade e tranquilidade ao viajar internacionalmente, a melhor opção é a solução Vivo Travel da Vivo Empresas. Seja no plano mensal ou diário, a contratação é descomplicada e, ainda, evita surpresas na conta no final do mês. 

Este conteúdo sobre chip internacional foi útil para você? Então leia também:

Até a próxima! 

Foto do autor
Solicite um contato