Código EAN: para que serve?

Foto do autor

Um dos pré-requisitos para uma pessoa ter documentos como passaporte e poder abrir uma conta bancária, por exemplo, é o CPF. Não é diferente com produtos. O Código EAN é o equivalente ao CPF ou CNPJ dos produtos. Um código de identificação único, que permite o rastreamento e monitoramento desses produtos. 

Assim como o CPF, o código EAN é um sistema de numeração e codificação. Ele fornece informações vitais para a cadeira de suprimentos do varejo moderno e permite identificar produtos no mundo inteiro.  

A sequência numérica que representa o Código EAN é muito usada para o rastreamento de produtos nos Correios e inclui várias informações, como o país de origem, o fabricante e o próprio produto.  

Cada EAN é único e insubstituível. Se o produto é descartado, o código morre com ele também. 

Neste artigo, vamos explorar alguns pontos sobre o EAN, como: 

  • A criação do código EAN 
  • Vantagens do código EAN 
  • Exemplos de setores que se beneficiam do código EAN 
  • Código EAN e sistemas ERP 

Boa leitura! 

A criação do código EAN 

A criação do código EAN (European Article Numbering) foi um marco na gestão de produtos e no comércio global.  

Tudo começou em 1974, quando a organização internacional GS1 (anteriormente conhecida como EAN International), com o propósito de superar dificuldades causadas pelos muitos sistemas de codificação, decidiu criar um único código, de identificação mundial, que pudesse rastrear produtos. 

O Código EAN foi lançado oficialmente em 1977 e inspirado em algo muito conhecido de todos: o código de barras. No caso, o código de barras americano UPC (Universal Product Code) foi usado como inspiração. 

Alguns anos mais tarde, o Código EAN ganhou o nome de sistema EAN e passou a atender à necessidades específicas do mercado europeu e depois do asiático, como codificação de informações sobre país de origem, fabricante e dados técnicos como peso, o que permitiu uma identificação ainda mais detalhada. 

O sistema foi tão bem aceito que logo passou a ser adotado em diversas indústrias. A indústria, varejo, logística e setores da saúde e automobilismo, que transportam produtos por diversos lugares ou muitas vezes têm a necessidade de rastrear em tempo recorde, adotaram o código na década de 1980. 

Com o advento da internet e sua popularização, o Código EAN foi substituído pelo sistema GTIN (Global Trade Item Number), que tem diversos padrões de identificação de produtos. É uma evolução que ajudou a expandir operações comerciais com um sistema mais abrangente e flexível, com códigos locais, nacionais e regionais unificados. 

E-book | Cloud computing pode aumentar seus resultados_V1

Vantagens do código EAN 

A adoção do Código EAN e posteriormente do sistema GTIN trouxe uma série de vantagens para a gestão de produtos e o comércio global.  

Vai muito além da simples identificação: empresas conseguiram rastrear melhor suas mercadorias, automatizaram processos e conseguiram unificar cadeias de produção. Ganharam tempo e dinheiro no comércio de produtos e até de serviços.  

Vamos conferir algumas dessas vantagens: 

Identificação única e precisa 

Um número, um produto. O código EAN tornou a identificação dos produtos muito simples. Como cada número é único, não há duplicações e ambiguidades na identificação de mercadorias e existe a certeza de que cada número se refere ao produto identificado.  

Rastreabilidade  

Um único número permite que comerciantes e produtores do mundo inteiro consigam  

identificar a origem, o trajeto e o destino de mercadorias. O código EAN possibilita a captura rápida e precisa de informações sobre cada produto e dá visibilidade de toda a cadeia de suprimentos, que vai da fabricação até a venda do produto, o que facilita a logística de forma geral. 

Gerenciamento de estoque 

Empresas que contam com uma vasta gama de produtos usam o código EAN para facilitar o acompanhamento das entradas e saídas de mercadorias de forma prática e ágil. Isso ajuda a controlar os níveis de estoque, abastece o setor de compras de modo mais eficiente e reduz desperdícios de tempo e de recursos em estoques. 

Processos legais mais simples 

Em diversos setores como a farmacêutica e produtos de limpeza ou químicos, o código EAN facilita que a conformidade com requisitos legais e regulatórios de cada produto seja verificada. Esse ponto é fundamental para garantir a segurança do que chega ao consumidor e evitar acidentes que podem ser fatais. 

Combate fraudes 

Com um código único e intransferível, o produto é autentificado e é possível verificar, em qualquer pare do mundo, sobre sua veracidade e procedência. O código EAN dificulta a falsificação de basicamente todos os produtos e é um empecilho à formação de mercados paralelos. 

Exemplos de setores que se beneficiam do código EAN 

O Código EAN e os sistemas criados a partir de sua adoção se tornaram mundiais. São uados por diversos setores do comércio internacional pela facilidade, rastreabilidade e confiança que o número único do produto confere. 

Abaixo, você confere alguns setores que se destacam e se beneficiam pela adoção do sistema EAN 

Varejo 


O setor de varejo alimentício usa o código EAN para automatizar processos de checkout, controlar estoque e estimar vendas totais. Cada produto tem um código, escaneado no momento da compra, transporte, venda e revenda. Com isso, toda a cadeia do varejo ganha em agilidade de pagamento, consegue controle de estoques e podem ter informações vitais para negociar preços. 

Indústria Farmacêutica 

O código EAN é usado pela farmacêutica para controlar estoques, mas seu uso mais forte é na garantia da autenticidade e rastreabilidade dos medicamentos. Cada embalagem tem um código que confere a veracidade daquele medicamento. Isso permite que medicamentos originais e seus genéricos sejam comprados e vendidos da forma eficiente, o que garante a segurança do que chega ao consumidor. 

Moda e vestuário 

O código EAN permitiu que a indústria de moda e a indústria de luxo pudesse controlar o destino de roupas, acessórios e calçados, o que facilita a gestão de estoque e permite uma venda mais rápida em canais diversos, como lojas físicas e online. Outro uso é o combate à pirataria, com falsificações sendo rapidamente descobertas pela ausência do código. 

Logística e Transporte 

No setor logístico, o código EAN tem um papel fundamental na rastreabilidade e identificação de pacotes, mercadorias e grandes cargas. Empresas usam o código para acompanhar a localização de suas cargas e vigiar bem cada etapa do transporte, da coleta até a entrega final. 

Código EAN e sistemas ERP 

Quem lida com comércio e varejo, de pequena a grande escala, sabe a importância de ter um ERP (Enterprise Resource Planning). O ERP é um software integrado que auxilia na gestão e automação de processos dentro de uma empresa. Diversas áreas se beneficiam do ERP, como finanças, contabilidade, recursos humanos, vendas, estoque, compras, produção, logística e muito mais. 

O objetivo do sistema ERP é centralizar informações e operações, permitindo que uma organização tenha uma visão abrangente e em tempo real das atividades e consiga tomar decisões técnicas em tempo hábil.  

Como facilitador essencial para a rastreabilidade e a automação, o Código EAN é fundamental para a operação de sistemas ERP. Quando conectados, eles permitem que o controle de estoque seja operado de qualquer lugar e cria conexão entre todos os setores da empresa. 

Um exemplo de uso do Código EAN com ERP está na Vivo Gestão de Vendas. O colaborador/gestor que faz o cadastro de produtos com o código de barras em sua loja usa o Código EAN, que cai diretamente no ERP da Vivo e facilita toda a automação de processos, o controle de estoque e estimativas de compras e vendas. 

Varejistas, empreendedores, donos de negócios: o Código EAN facilita a vida de todo mundo quando o assunto é empreender. Assim como a Vivo Empresas, que tem soluções customizadas e pensadas para fomentar o sucesso de negócios de diferentes portes. 

Até breve!

Foto do autor
Solicite um contato