Pecuária de precisão é solução para desafios futuros do setor

Foto do autor

Como um dos principais países produtores de alimentos, é natural que cada vez mais tecnologias sejam aplicadas nos campos brasileiros para manter o sucesso e superar desafios. Esse é o caso da pecuária de precisão.

O conceito se vale do acelerado desenvolvimento tecnológico e o utiliza em prol de uma produção e gestão mais eficiente nas fazendas. Sensores, sistemas automatizados e plataformas de gerenciamento são alguns elementos que compõem a pecuária de precisão e auxiliam no dia a dia.

Na realidade, não apenas há maior eficiência em atividades já feitas anteriormente, mas abrem-se novas oportunidades, como o acompanhamento mais próximo da saúde do rebanho.

Sendo assim, neste artigo será abordado como funciona esse modelo de pecuária e quais as tecnologias que já estão sendo adotadas no Brasil para atingir mais eficiência. Você verá ainda:

  • Cenário e desafios da agropecuária
  • O que é a pecuária de precisão?
  • Monitoramento em tempo real
  • Automação na pecuária de precisão
  • Digitalização da atividade no Brasil

Cenário e desafios da agropecuária

Gerente de fazendas sorridente falando ao telefone
Pecuária de precisão conta com a tecnologia para aumentar a produtividade e eficiência

Tanto a agricultura, quanto a pecuária são segmentos importantes para a economia brasileira e para o abastecimento de alimentos ao redor do mundo. O setor agropecuário conseguiu ter um bom desempenho até mesmo durante os picos da pandemia, mantendo uma forte participação no PIB brasileiro. 

Inclusive, as expectativas para 2022 são boas, segundo as projeções da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea/Esalq/USP). Conforme estudo publicado em janeiro de 2022, estima-se que, na pecuária, haverá crescimento do faturamento anual em:

  • 22% no gado de corte,
  • 47% na avicultura de corte,
  • 20% nos suínos.

Apesar do bom desempenho, há grandes desafios no horizonte, que precisam ser considerados para o planejamento dos próximos anos. 

Em primeiro lugar, conforme previsto pela Organização de Agricultura e Alimentos das Nações Unidas (FAO), há o aumento da população e, consequentemente, da demanda por alimentos. A FAO estima que até 2050 chegaremos a 9,7 bilhões de pessoas no mundo. Com isso, a produção de proteína animal deve dobrar nesse mesmo período. 

Contudo, esse crescimento na produtividade também enfrenta os próprios obstáculos. Isso porque o uso de recursos naturais, como a água, e até o território, será limitado. Em outras palavras, em busca de uma forma sustentável de conduzir o setor, será necessário otimizar os recursos existentes.

Em seguida, há outra tendência em ascensão e que deve impactar a pecuária: a preocupação do público e de investidores com o bem-estar animal. 

Devido a estes fatores, tecnologias e técnicas estão sendo desenvolvidas e aplicadas para evoluir a atividade de maneira sustentável. Nesse sentido, a pecuária de precisão aparece como um caminho e trabalha com ferramentas inteligentes para ajudar os pecuaristas no monitoramento em tempo real.

Veja como produzir mais, de maneira eficiente e sustentável, com soluções em IoT

O que é a pecuária de precisão?

A pecuária de precisão é, sobretudo, a principal solução para muitos dos dilemas vividos pelos produtores atualmente. Esse conceito se baseia em utilizar tecnologias projetadas para apoiar as atividades de manejo da pecuária em tempo real:

  • Monitorar e controlar a produtividade animal, 
  • Traçar impactos ambientais e entendendo como mitigá-los,
  • Estabelecer parâmetros de saúde e bem-estar dos animais de forma contínua e automatizada.

Geralmente, a pecuária de precisão conta com diversos sistemas com sensores, câmeras e microfones instalados na propriedade e que podem coletar e enviar informações. Essencialmente, é interessante ter o controle de toda a fazenda por smartphones ou computadores. Esses podem emitir alertas, por exemplo, quando são detectadas anormalidades.

Um bom exemplo de vantagem trazida pela técnica está relacionada ao bem-estar dos animais. Com os dispositivos conectados, é possível identificar problemas de saúde nos primeiros estágios. Isso agiliza os tratamentos ou ainda facilita realizar a separação do animal doente para evitar contaminação dos demais.

Outros benefícios atraentes são a possibilidade de automação dos processos e a capacidade de operar, de modo contínuo, sem intervenção humana regular. Como resultado, a equipe consegue focar em atividades específicas, como na administração de tratamentos e na chegada de novos animais.

Em suma, diversos fatores estão impulsionando a adoção da pecuária de precisão. Existem os já mencionados aumentos de demanda de alimentos, da melhora do bem-estar animal e da busca por um modelo mais sustentável de negócio. Porém, outras questões também devem ser consideradas como:

  • Escassez de mão de obra especializada, 
  • Necessidade de reduzir custos com insumos,
  • Pressão pública por maior transparência na produção de alimentos.

Sendo assim, é importante entender as principais áreas da pecuária de precisão, bem como o que já está sendo implementado, para se preparar para o futuro do setor.

Monitoramento em tempo real

Um dos recursos essenciais à pecuária de precisão é a Internet das Coisas (IoT). Através de câmeras e outros dispositivos conectados são coletados dados que constroem um panorama da atividade. 

Hoje uma das soluções relacionadas a essa tecnologia é a chamada “Vaca Conectada”, que nada mais é do que uma coleira com sensores acoplados. Essa aparelho possui um sistema IoT que capta informações sobre os animais, tais como temperatura, localização e até movimentação. Tudo isso segue para armazenamento na nuvem, formando um histórico de saúde do rebanho que o produtor pode acessar pelo smartphone ou computador. 

Portanto, a adoção dessa ferramenta resulta em um monitoramento em tempo real mais eficiente, comparado ao controle em planilhas preenchidas manualmente, por exemplo. Além disso, na análise desses dados é possível ter insights que ajudam na rápida tomada de decisão no negócio.

Existem uma série de sensores, invasivos ou não-invasivos, para acompanhar a saúde e o comportamento dos animais individualmente. E as tecnologias por trás disso são variadas:

  • A IoT que permite a coleta dos dados, 
  • A nuvem que viabiliza o acesso rápido e o armazenamento das informações,
  • O Big Data que atua na análise de grandes volumes de dados,
  • A blockchain que oferece rastreabilidade segura de produtos animais da fazenda à mesa.

Entretanto, há um recurso que serve como base para todas as inovações, fundamental para a pecuária de precisão: a conectividade. No Brasil manter a conexão em áreas rurais costuma ser um desafio, mas já existem soluções que podem ajudar.

Inclusive, a Vivo Empresas oferece a Agro Cobertura. Esse é um serviço integrado de Conectividade e Internet das Coisas. Entre as funções incluídas estão a cobertura de toda a fazenda com rede VIVO LTE, captura de imagens por câmeras de segurança e até aplicações de telemetria de maquinário.

Na prática

Quando se fala sobre todas as tecnologias que atuam por trás das soluções, pode parecer que a pecuária de precisão é algo complicado. Porém,  a realidade é que a intenção é justamente facilitar diversas atividades que, quando feitas manualmente, gastam mais tempo e recursos. 

Para começar, os animais que precisavam ser inspecionados e monitorados pessoalmente agora podem ser verificados remotamente. Alguns recursos tecnológicos conseguem, por exemplo, simplificar o processo de pesagem através de balanças walkover. Outros, diagnosticam a gravidez de bovinos e suínos ou ainda indicam se o animal precisa de mais exercício.

Enfim, tudo isso ajuda o produtor a monitorar a saúde do animal, permitindo identificar doenças ou gestações mais cedo, resultando em melhores cuidados.

Automação na pecuária de precisão

Automatizar processos é uma prioridade em muitos setores que buscam otimizar os seus serviços. Na pecuária de precisão, a automação também é importante, visto que auxilia na produtividade e na redução de custos. Confira alguns casos aplicáveis na atividade. 

Alimentação animal

A alimentação do gado, dos suínos ou das aves é muito importante nesta indústria. Com isso, é importante disponibilizar misturas específicas e adaptadas às necessidades desses grupos e os sistemas automatizados de alimentação atuam nesse sentido. Assim, é possível também fornecer a quantidade ideal, reduzindo desperdícios e desequilíbrio nutricional dos animais.

Isso é especialmente importante quando há alta de preços nas rações, como será o caso de 2022. É crucial ainda para manter a produtividade, dado que a alimentação inadequada já foi um fator limitante para a produção brasileira de leite, segundo a Embrapa.

Instalações na pecuária de leite 

Em sistemas avançados, a ordenha pode acontecer sem interação humana, com a ajuda da tecnologia e treinamento para os animais. Nessa solução, as vacas conseguem entrar na baía sem precisar aguardar o horário determinado e serem ordenhadas roboticamente. 

A ideia é não apenas diminuir o estresse do animal, mas também criar um ambiente mais seguro para a equipe da fazenda. Além disso, há sensores que monitoram a qualidade do leite e ainda conseguem identificar sinais de doenças.

Digitalização da atividade no Brasil

Mulher agachada trabalhando em produção leiteira com tablet na mão
Pecuária de precisão acompanha a evolução de todo o setor agropecuário no Brasil

Quando falamos da adoção de tecnologias de pecuária de precisão, é importante entender como o Brasil está em relação a essa digitalização nos campos. Em 2020, a Embrapa realizou um levantamento sobre isso, em parceria com o SEBRAE e com o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE). 

A pesquisa evidenciou que a digitalização já é uma realidade no país, sendo que apenas 18% dos pecuaristas informaram não utilizar ferramentas digitais. Da maioria que utiliza, as principais aplicações se dividiram entre:

TECNOLOGIASFUNÇÕES
Aplicativos, plataformas e ferramentas digitais Gestão da propriedade, compra de insumos ou comercialização da produção
Sensores remotos e GPSMonitoramento e planejamento de uso da terra na propriedade
Sensores remotos e/ou proximais (animais, solo, vegetação ou água) Previsão e estimativas de produção ou produtividade
Outras tecnologias digitaisBem-estar animal, previsão climática, certificações e rastreabilidade da produção.

Além disso, os produtores indicaram maior interesse no uso futuro de tecnologias para: 

  • Planejamento das atividades da propriedade (71%); 
  • Gestão da propriedade (61%); 
  • Mapeamento e uso da terra (59%).

Portanto, é possível ver que apesar da popularização das soluções digitais na atividade, ainda há espaço para a pecuária de precisão evoluir no país. Certamente, isso será necessário para superar os desafios que o setor tem pela frente.

Conclusão

Por fim, fica claro que a digitalização através de tecnologias de pecuária de precisão tem o potencial de transformar o setor. Será possível atender às crescentes preocupações dos consumidores com bem-estar animal e sustentabilidade, ao mesmo tempo em que os produtores se preparam para os desafios de demanda. 

Afinal, recursos que permitem identificar problemas de saúde nos animais precocemente ou ainda realizar uma alimentação mais balanceada podem economizar dinheiro e tempo e potencializar a produtividade. 

Um dado importante trazido pelo levantamento da Embrapa foram os motivos pelos quais alguns produtores ainda não investiram em tecnologias digitais. Entre eles estão problemas ou falta de conectividade nas propriedades rurais (47%) e a falta de conhecimento sobre quais as tecnologias mais apropriadas (44%). 

Para fomentar a aceleração desse cenário, a Vivo Empresas oferece soluções especialmente desenhadas para o campo. Além disso, também deixa à disposição uma equipe de especialistas para ajudar a planejar a implementação da pecuária de precisão, escolhendo serviços alinhados ao negócio.

Confira ainda outros artigos sobre os benefícios da adoção da tecnologia na agropecuária:

Até a próxima!

Foto do autor
Solicite um contato