Gestão de frotas e uma mobilidade mais segura, como a IoT pode ser a solução para os problemas no trânsito

A segurança no trânsito é uma responsabilidade da população e das empresas. Saiba como seu negócio pode contribuir.

20/05/2021 às 12:23

O Brasil é um dos países que ainda tem bastante a melhorar na prevenção de acidentes. Vale lembrar, no entanto, que essa é uma responsabilidade de todos, que envolve desde ações governamentais até um maior cuidado na gestão de frotas empresariais.  

Para exemplificar, na Conferência Global de Segurança Viária, realizada pela ONU e pela OMS em 2020, foi divulgada a média anual de mortes no trânsito. Segundo as organizações, 1,35 milhão de pessoas são vítimas fatais de acidentes a cada ano em todo o mundo.

Assim, fica clara a importância de se buscar formas de melhorar essa situação, tornando as ruas mais seguras a todos.

Nesse sentido, tanto nas rodovias, quanto dentro das cidades, a tecnologia pode ser uma grande aliada na missão de tornar as vias mais seguras. A partir de recursos automatizados, por exemplo, é possível monitorar o trajeto ou ainda avaliar a direção do motorista. 

Além disso, esse acompanhamento em tempo real também gera informações úteis para o planejamento de rotas, com análise de horários de pico de tráfego. 

Assim, facilidades como as trazidas por soluções de conectividade e de IoT aumentam as chances de contribuir positivamente com a segurança no trânsito. Por isso, vale entender melhor o panorama brasileiro de transporte e saber como a inovação pode auxiliar em sua evolução. 

Neste artigo, você verá:

  • Um olhar para a segurança no trânsito brasileiro
  • Como a tecnologia pode ajudar na prevenção de acidentes 
  • Inovação é crucial para segurança na gestão de frotas
  • Internet das Coisas é elemento principal 
  • O futuro da mobilidade segura e os carros conectados 
  • Trânsito prudente com a gestão de frota inteligente 

Um olhar para a segurança no trânsito brasileiro

gestão de frotas
Benefícios da tecnologia não se resumem aos veículos de passeio, impactando diretamente a gestão de frotas comerciais

Todos os dias, automóveis particulares, públicos ou de empresas ocupam as vias e estradas nacionais. No total, a frota brasileira em circulação soma 46,2 milhões de veículos, considerando carros, comerciais leves, caminhões e ônibus.

Os dados são de um estudo anual conduzido pelo Sindicato Nacional da Indústria de Componentes para Automotores (Sindipeças).

De acordo com o levantamento, houve uma baixa na compra de veículos novos no último ano, mas o Brasil ainda tem a sexta maior frota do mundo. Assim, só ficamos atrás de EUA, China, Japão, Rússia e Alemanha.

E para orientar e organizar todo esse contingente, existem diversas formas de sinalização, bem como as próprias regras de direção. Contudo, os acidentes ainda acontecem e são mais frequentes do que se imagina. 


LEIA MAIS: Comunicação M2M: como levar mais eficiência e inteligência para o negócio


Segundo a última Pesquisa Nacional de Saúde (PNS), divulgada em maio deste ano, 3,876 milhões de pessoas sofreram lesão corporal no trânsito em 2019. 

Além disso, a estimativa da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) é que essas ocorrências são fatais para cerca de 30 mil cidadãos no Brasil. Por sua vez, esse dado representa uma média de 80 brasileiros por dia sendo vítimas nas vias do país.

Vale ressaltar que já houve melhora em relação a esses índices. Uma década atrás, por exemplo, o número nacional de mortes por ano passava dos 45 mil. A despeito dessa evolução, entretanto, é inegável que são necessários mais esforços preventivos.

Nesse sentido, a tecnologia pode ajudar iniciativas privadas e públicas a atingir um novo padrão de segurança na gestão de frotas.

Maio Amarelo

A fim de conscientizar a população sobre a importância de proteger vidas nas vias, é realizada anualmente a campanha Maio Amarelo. O movimento surgiu a partir da resolução das Nações Unidas sobre a “Década de Ações para a Segurança no Trânsito”, de 2011 a 2020. 

Assim, no mês de maio, são divulgadas uma série de iniciativas sobre melhores práticas de direção, que incluem, ainda, dicas de respeito e responsabilidade. O objetivo é levar empresas, governos, entidades e os próprios cidadãos a debater os problemas e possíveis soluções.  

Neste ano, todas as atividades serão executadas de forma online, devido à pandemia, mas nem por isso devem ter menor impacto. Afinal, como a própria campanha explica, o trânsito deve ser seguro para todos em qualquer situação.

Webinar | Transformação digital é essencial_V1

Como a tecnologia pode ajudar na prevenção de acidentes 

A mobilidade nas cidades está cada vez mais inteligente. No Brasil, inclusive, já há municípios que utilizam sensores de vagas nas ruas, o que organiza os espaços públicos de estacionamento. 

Pensando nos veículos, o planejamento de rotas mais rápidas e seguras para o transporte também é uma prática comum. Da mesma forma, o ajuste de trajeto durante viagens acontece regularmente com a ajuda de aplicativos, priorizando a segurança e a rapidez. 

Entretanto, com a ajuda de novas soluções conectadas, há um novo leque de possibilidades. E, nesse cenário, pode-se dizer que a conectividade é a base dos recursos utilizados para aumentar a proteção no trânsito. Afinal, é por meio dela que é possível transferir dados e habilitar funções online.

Inclusive, uma das inovações muito utilizadas para tornar a mobilidade mais inteligente é a Internet das Coisas – do inglês Internet of Things ou, simplesmente, IoT. 

Essa tecnologia pode ser conceituada como a capacidade de utilizar a web para integrar vários dispositivos, e hoje mesmo já é utilizada em fábricas, escritórios e na gestão de frotas comerciais

Afinal, uma vez que os veículos passam a compartilhar informações, podem ser administrados de forma mais eficiente, reduzindo custos e até acidentes. 

Expectativas do mercado

Em suma, os veículos inteligentes do futuro serão capazes de acompanhar tudo o que está acontecendo e até mesmo obter dados sobre o perfil de direção dos motoristas. Com isso, esse mercado deve alcançar US$556 bilhões em 2026, segundo estimativa da Business Insider Intelligence.

Lançado em março de 2020, o artigo ainda aponta expectativas para outra importante tecnologia: a Inteligência Artificial. Ainda em evolução, ela já é empregada em automóveis para antecipar e responder a situações críticas, de formas inclusive mais eficientes que um ser humano. 

Assim, a previsão é que o número de sistemas de IA em carros, caminhões e comerciais leves atinja 122 milhões em 2025.


LEIA MAIS: Soluções de conectividade: por que são essenciais para o avanço das empresas na era digital


Inovação é crucial para segurança na gestão de frotas

Sem dúvidas, é preciso inovar para tornar o trânsito mais eficiente como um todo, sendo a automação bastante importante para atingir tal objetivo. 

No cotidiano de escritórios e fábricas, por exemplo, os dispositivos com recursos de IoT já são amplamente utilizados, principalmente pelos benefícios em custo e agilidade. 

Porém, quando falamos de automóveis automatizados e inteligentes, os ganhos são ainda mais notáveis, visto que refletem na prevenção de acidentes. 

A tríade da segurança no trânsito

Um trânsito seguro depende de três fatores principais: motoristas, automóveis e vias. 

  • Em primeiro lugar, é preciso levar em consideração que, de acordo com a OMS, 90% dos acidentes são causados por erros humanos. E dentre essas, estão contemplados alguns comportamentos bastante comuns, como falta de atenção, sonolência e embriaguez.
  • Na sequência, outro ponto importante é a manutenção. Segundo a Associação de Entidades Oficiais da Reparação de Veículos do Brasil (Sindirepa), cerca de 47% dos carros e caminhões acidentados apresentam algum problema mecânico. 

Conforme se nota, ambas as questões fogem da responsabilidade pública e devem ser tomadas como um compromisso também da população e das empresas

Por sua vez, as tecnologias de IoT e AI, responsáveis pela automação, conseguem atuar direta e indiretamente na mitigação de falhas humanas, bem como no estado dos automóveis. 


LEIA MAIS: IoT aplicada à gestão: frotas e equipes mais eficientes


Internet das Coisas é elemento principal 

gestão de frotas
A partir de tecnologias como a IoT, é possível monitorar padrões na condução dos veículos, reduzindo possíveis danos e despesas

Para explicar de forma mais clara como a tecnologia ajuda a trazer segurança à gestão de frotas, é preciso considerar também as principais causas de acidentes. 

Nesse sentido, a integração entre conectividade e Internet das Coisas é um recurso poderoso para entender, por exemplo, o uso dos veículos. Além disso, é válido ressaltar que a IoT permite acompanhar informações em tempo real.

Na prática, isso significa que as ferramentas baseadas nessas tecnologias podem fornecer dados valiosos sobre a localização e velocidade dos automóveis, bem como revelam excessos em acelerações e frenagens , entre vários outros aspectos que contribuem para a segurança também do condutor.

Especialmente na gestão de frotas, tais insights permitem prevenir e amenizar danos. Pode-se, por exemplo, definir um alerta sonoro para quando o veículo estiver rápido demais, bem como bloqueá-lo em casos de furto ou roubo.

Mas as soluções em IoT, como o Vivo Frota Inteligente, não estão limitadas à observação do automóvel. A análise viabilizada pela tecnologia também contempla os condutores, traçando perfis e rankings dos motoristas com foco em eficiência e segurança.

Dentre os recursos oferecidos, destaca-se o acesso a um painel constantemente atualizado, a partir do qual é possível monitorar toda a frota da empresa. E a partir das informações obtidas, fica mais fácil tomar decisões precisas e acertadas, bem como criar campanhas de conscientização mais efetivas.

Em outras palavras, nesses casos, a IoT não só previne acidentes, mas também pode otimizar a logística e reduzir custos desnecessários, como multas. 

Inclusive, no caso do próprio Vivo Frota Inteligente, alguns pacotes permitem que o gestor seja informado imediatamente sobre práticas inseguras, como quando o condutor não utilizar o cinto de segurança, conduzir com os faróis apagados ou, ainda, manter os pés apoiados na embreagem.

Assim, não é difícil perceber como a inovação se mostra o melhor caminho para diversos objetivos dentro da gestão de frotas.


LEIA MAIS: Carro conectado, a tecnologia guiando o setor automobilístico para uma nova direção


Trânsito prudente com a gestão de frota inteligente 

Por fim, a segurança no trânsito é uma questão bastante abrangente e envolve a mudança de diversos hábitos, seja na direção ou fora dela. Entretanto, é fato que as inovações tecnológicas podem ajudar a tornar as ruas e estradas mais seguras para condutores e pedestres. 

Ao mesmo tempo, com o auxílio das soluções de IoT, é possível melhorar não apenas a condução de carros e motocicletas, mas também de veículos comerciais. 

Por sua vez, tal fator representa avanços não só para as empresas de logística e transporte, mas para toda a sociedade. 

Afinal, os benefícios diretos e indiretos são vários, a citar a redução de engarrafamentos, diminuição dos tempos de espera, maior economia de recursos e até o fato de que uma mobilidade mais inteligente diminui a proliferação de gases poluentes.

Por isso, a Vivo Empresas segue preparada para auxiliar seus clientes a avançar em seus desafios de negócio, inclusive com a segurança no trânsito. 

A partir de um variado portfólio composto por soluções baseadas em Conectividade, IoT, Cloud, Big Data e Segurança, é possível digitalizar não só a gestão de frotas, mas todos os aspectos do seu negócio – independentemente do porte ou ramo de atuação.

Quer saber mais sobre como a tecnologia auxilia a administração de recursos na sua empresa? Então confira esses artigos que selecionamos para você: 

Compartilhe este conteúdo!

Solicite um contato
campo obrigátório

Enviamos conteúdos do seu interesse para seu e-mail, cancele a qualquer momento.

Cadastro efetuado com sucesso!

Em breve você receberá os melhores conteúdos para ajudar a gerenciar, expandir ou inovar o seu negócio