Por que investir em marketing no agronegócio e como fazer?

Foto do autor

Fazer marketing no agronegócio é saber se mostrar a todos os clientes da cadeia produtiva. Ou seja, não é só publicidade. É posicionar a empresa no mercado, apresentar seus valores e firmar sua marca, tornando-se referência na sua área. 

Por mais que a companhia não venda para o consumidor final, é preciso falar com ele também. Hoje, o público tem acesso fácil a qualquer informação e está mais exigente, atento e preparado para fazer suas escolhas de consumo.

Independentemente da posição que a empresa ocupa no ciclo de produção, é indispensável promover serviços e produtos do segmento. 

Neste artigo, serão abordados:

  • Importância do marketing no agronegócio;
  • Vantagens de investir em marketing; 
  • Marketing digital ou tradicional?
  • 5 estratégias de marketing no agronegócio;
  • Papel da tecnologia no cenário.

Importância do marketing no agronegócio

É inegável a importância do agronegócio para a economia do País. Em 2021, por exemplo, o setor alcançou participação de 27,4% no PIB brasileiro — a maior desde 2004, quando foi de 27,53%, segundo dados de março de 2022, divulgados pelo Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), da Esalq/USP, em parceria com a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA).

Em um cenário em que o agro tem destaque na economia, é essencial que empresas atuantes na área aumentem também sua visibilidade, tanto para parceiros de negócios como para o consumidor final.

Mas como ganhar a confiança dos clientes? Com uma boa comunicação e estratégia de marketing. Assim, a instituição expõe para o freguês as vantagens que ele terá ao fazer negócio com ela ou adquirir insumos com essa procedência. Se o consumidor realmente acreditar que os produtos são confiáveis e seguros, a empresa terá, portanto, conseguido fidelizá-lo.

Aliás, o posicionamento de marca é uma estratégia fundamental para fazer com que o público lembre do nome de uma empresa quando pensa em um produto específico. Isso só é possível com um plano bem elaborado de marketing, que realmente fixe a marca da companhia no imaginário coletivo. 

Prepare seu negócio

Vantagens de investir em marketing no agronegócio

São muitos os benefícios de investir em marketing no agronegócio e, entre eles, estão os citados a seguir. 

Expansão dos mercados

Um sistema de marketing bem coordenado permite expandir os mercados para a venda de produtos, com a possibilidade de comercializar para áreas periféricas dentro e fora do país. Ou seja, o marketing facilita até mesmo a exportação. Ao expandir o mercado, o gestor rural se beneficia, ainda, do aumento constante da demanda, o que garante mais renda e resultados mais positivos.

Melhor posicionamento de marca

Os investimentos em marketing no segmento agrícola também otimizam o posicionamento da marca. Quem não é visto, não é lembrado. Nesse sentido, aprimorar o modo como a empresa se coloca no mercado aumenta a capacidade de atrair clientes e fortalece a reputação e torna a marca uma referência para formadores de opinião. 

Mais facilidade para adotar novas tecnologias

Ao investir em marketing no agronegócio, fica mais fácil também ter acesso a novas informações técnicas e científicas. Uma empresa reconhecida no mercado e com imagem fortalecida junto aos clientes tem mais chance de acessar novas tecnologias, como IoT e Big Data e, posteriormente, adotá-las em seu negócio.

O investimento em marketing é essencial para ter acesso a novos mercados. Isso, consequentemente, estimula os empresários a terem menos medo de investir em tecnologias inovadoras; afinal, muitos só se dispõem a implementarem certas inovações ao terem certeza de que há mercados para elas.

Maior interação com o público-alvo

Para ser lembrada por clientes e parceiros, a empresa precisa se comunicar diretamente com eles. E é isso que o marketing faz. Ao estabelecer uma interação com o público, seja por meios tradicionais, como a TV, ou digitais, como uma publicidade em um site, o negócio é lembrado com mais facilidade no momento de compra.

Apostar no marketing no agronegócio tem como benefício, ainda, criar um relacionamento mais sólido com os clientes, pois as estratégias devem sempre ir além da divulgação da marca. O principal objetivo é evidenciar as vantagens da aquisição de um produto ou serviço da empresa. Dessa forma, é fortalecida a relação com cliente, podendo-se, inclusive, fidelizá-lo.

Marketing digital ou tradicional?

Depende do público e do que se pretende. O marketing tradicional se vale de campanhas em jornais, revistas, rádios, TV, eventos, entre outros. Tem alcance alto, embora tenha um público mais tradicional e geral. 

A pesquisa mais recente da Associação Brasileira de Marketing Rural e Agronegócio (ABMRA), divulgada em maio de 2021, revelou que o produtor rural está mais conectado do que nunca e que 94% deles têm smartphones, contra 61% na pesquisa anterior, de 2017. 

O levantamento é o material mais importante sobre os hábitos do produtor rural brasileiro e apontou, também, que 74% usam a internet para se atualizarem, acessando a rede 15 ou mais vezes por dia — um cenário que reforça a importância da conectividade no campo.

Outro dado divulgado mostrou a relevância do WhatsApp como meio de comunicação digital nesse setor: 76% dos entrevistados disseram usar a plataforma para realizar negócios, o que é uma novidade.

5 estratégias de marketing no agronegócio

1: Conhecer o público

Esse é o primeiro passo: saber exatamente quem é o cliente que se deseja atrair. Só assim é possível detectar suas expectativas, entender o que busca, onde está e, principalmente, criar estratégias para chegar até ele ou trazê-lo para perto do negócio.

2: Criar um site ou blog para a empresa

Nesse espaço, é fundamental fornecer conteúdo de qualidade e de interesse do público-alvo, além de apostar em mecanismos de busca com palavras-chave bem definidas.

Outras dicas são utilizar layouts agradáveis e criar uma página de fácil navegação e que tenha a ver com a marca da empresa. Uma boa estratégia é encantar o cliente com imagens belas e de qualidade profissional, o que dá mais credibilidade ao site — sempre em conformidade com os direitos autorais.

Além disso, pode-se criar um canal de comunicação direta com os clientes, buscando um rápido retorno aos contatos para que eles se sintam atendidos e próximos da marca.

3: Estar presente nas redes sociais

As opções são muitas para colocar uma empresa nas redes. É possível criar um perfil no Instagram, Facebook e Twitter, postar fotos e vídeos que sejam de interesse dos consumidores e também fazer campanhas e promoções. Investir em bons equipamentos fotográficos e iluminação também valoriza ainda mais os produtos ofertados.

É interessante, ainda, produzir vídeos em um canal no YouTube e oferecer informações, tutoriais, enfim, o que couber ao negócio e for de interesse do público-alvo. Manter essas redes atualizadas e ter uma boa interação com os usuários são fatores imprescindíveis.

Vale usar hashtags com a palavra agronegócio, por exemplo, e com os termos que fizerem sentido para a empresa, acima de tudo, para aparecer nas buscas.

4: Participar dos eventos do setor

O calendário do agronegócio é fortíssimo, então, uma boa estratégia é estar inserido em feiras e eventos, seja com estandes, dando palestras ou para fazer networking.

5: Deixar o marketing nas mãos de um profissional

Nada melhor do que uma pessoa com conhecimento em marketing para pensar nas melhores estratégias, definir os melhores caminhos, analisar os resultados e acompanhar a evolução das metas.

Papel da tecnologia no marketing do agronegócio

Outro ponto de destaque no estudo da ABMRA é a maior oferta de internet no meio rural, disponível para 91% dos produtores de animais e 88% dos agricultores.

Nesse contexto, percebe-se que a tecnologia representa um aspecto importante quando o assunto é marketing rural. Com a expansão da rede 5G, a expectativa é de que os produtores rurais fiquem ainda mais conectados. 

Além disso, não é possível falar de estratégias de marketing no agronegócio sem considerar as ferramentas de colaboração, com as quais o gestor acessa informações em tempo real, de onde estiver.

Acompanhar as tendências faz a diferença

Para ir mais longe nos investimentos em marketing no agronegócio, é preciso acompanhar as tendências e contar com soluções tecnológicas como Big Data e inteligência artificial (IA). Essa é uma etapa crucial para não perder espaço no mercado e garantir uma interação próxima com clientes e parceiros. 

Também tem soluções como o construtor de sites e o SEO Tool, que juntos, podem alavancar as buscas pelos seus produtos e serviços.

Para investir em marketing digital e se informar sobre o que acontece no mercado, estar conectado é essencial. Dessa forma, a Vivo Empresas apresenta uma série de soluções voltadas especificamente para o setor agrícola, tornando a aplicação de estratégias de marketing muito mais fácil.

Com o Vivo Box, por exemplo, as fazendas não ficam sem sinal de internet de boa qualidade. Já a Cloud oferece acesso a soluções que permitem administrar e criar estratégias de marketing de qualquer lugar.

Gostou deste conteúdo? Então leia também:

Foto do autor
Solicite um contato