Confira o passo a passo para registrar um domínio de internet

Foto do autor

O mundo vive, sem dúvidas, um período de hiperconectividade, com uso disseminado das redes sociais, dispositivos móveis e a recente chegada do 5G. Por isso, no meio empresarial, quem não tem uma boa apresentação online corre o risco de ficar para trás. 

Para disseminar uma marca na web, um dos primeiros passos é fazer o registro de domínio de internet para a URL da empresa. Assim, o negócio terá endereço e nome garantido para prosperar nas campanhas de marketing digital.

Antigamente, muitas companhias só criavam um site depois de já estabelecidas. Hoje, no entanto, isso não se justifica. Afinal, não é muito fácil marcar presença na era digital. E, ao final, faz toda a diferença para a imagem perante os clientes.

Portanto, quem pensa em abrir um negócio, deve começar pelo registro de domínio. Para esclarecer como é feito e quais são as dificuldades desse processo, serão abordados, neste artigo, os seguintes assuntos:

  • Importância da presença digital;
  • Cinco motivos para a empresa estar na rede;
  • O que é e quais são os domínios de internet;
  • Como escolher um domínio de internet?
  • Como fazer o registro de um domínio?

Presença digital: essencial ou não?

Antes de falarmos sobre o registro de domínio, vamos entender melhor a importância de uma empresa estar no online. Hoje, é essencial ter uma presença digital marcante. O primeiro grande motivo é para se posicionar perto dos clientes, sejam os já estabelecidos ou em potencial. 

Segundo a Pesquisa Nacional por Amostras de Domicílio – Acesso à Internet e à televisão e posse de telefone móvel celular para uso pessoal relativo ao ano de 2021, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE), 90% das residências brasileiras têm acesso à web. Somado a isso, dados divulgados no Guia de Commerce do Google, de agosto de 2022, apontam que 49% dos entrevistados já compram mais online do que faziam no passado. 

Vale comentar que, durante a pandemia de covid-19, muitas companhias só conseguiram sobreviver porque tinham expertise de vendas eletrônicas. Nesse sentido, o Sebrae realizou, de abril a maio de 2022, um levantamento entre pequenas e médias empresas, incluindo Microempreendedores Individuais (MEI). A conclusão foi que 71% já usam canais digitais para vender. A tendência é que esse número cresça.

Webinar | Transformação digital é essencial_V1

Confira cinco motivos para uma empresa estar na internet 

A presença online, portanto, é uma necessidade incontestável. Diante disso, serão apresentados cinco motivos para reforçar a ideia de que todas as organizações precisam estar no mundo digital.

1. Aumento da credibilidade 

Hoje, as pessoas buscam informações na web antes de fazerem qualquer coisa. Um estudo, de novembro de 2021, da Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo (SBVC) junto com o Instituto Qualibest, mostrou que 73% dos entrevistados pesquisavam na internet antes de fazer uma compra de supermercado. 

Dessa forma, o ambiente virtual virou uma grande vitrine e significa, muitas vezes, o primeiro contato do cliente com a empresa. Um site bem estruturado, com dados relevantes e de fácil navegação gera credibilidade. 

2. Visibilidade

Segundo a pesquisa mencionada anteriormente, o Brasil tem 152 milhões de usuários de internet. Logo, um negócio que não está na web perde a chance de se mostrar para esse público. 

Atualmente, não dá mais para ficar restrito aos limites regionais. Afinal, com um bom sistema de entregas é possível expandir as fronteiras de atuação e até vender para outros estados e países.

3. Ajuda na comunicação com os clientes

O primeiro grande passo para a digitalização das empresas é montar um canal online de comunicação com os clientes. E isso é feito com o registro do domínio e a implementação de um bom site. 

Uma troca de informações eficiente com o público é um ótimo caminho para alavancar as vendas. Para ter uma ideia da importância do setor, o Guia do Commerce do Google, lançado em agosto de 2022, viu que 41% dos entrevistados pesquisam na plataforma depois de conhecerem alguma marca atrás de mais informações. Somado a isso, no Digital 2022 – Global Overview Report do Hootsuite com a We Are Social de julho de 2022, há o dado de que 58,4% da população mundial faz compras semanais na internet. 

4. Redução de custos

Uma das grandes vantagens de ter um site é poder manter a loja ou escritório aberto 24h por dia e 7 dias por semana. Isso porque os usuários não têm hora certa para navegar e podem encontrar a página da empresa a qualquer momento. A economia vem ao não precisar pagar por um espaço físico, pela conta de luz, de água e nem pela equipe pelos turnos extras. 

Com um e-mail ou formulário, que pode ser respondido quando tiver um funcionário online, o contato já se estabelece. Caso seja um e-commerce, então, as vendas podem ser feitas de forma automática, dependendo somente da manutenção do site.

5. Diversificação de ganhos

Uma das maiores vantagens da presença online é poder diversificar os canais por onde entra dinheiro na empresa. No período da pandemia, por exemplo, muitos negócios tiveram que se adaptar para continuar vendendo mesmo com as lojas físicas fechadas. 

Portanto, quem não quer perder oportunidades deve investir em modernização. É necessário começar montando um site institucional, pelo menos, e depois partir para o e-commerce e para estratégias de marketing digital. 

Como escolher um registro de domínio 

Uma vez que já foi discutido o valor da presença virtual, agora é possível entender por onde a estratégia começa. Primeiro, é preciso pensar no domínio de internet, também conhecido como endereço.

Trata-se do nome único que identifica a página. É o que as pessoas devem escrever no navegador para encontrar o site (por exemplo, www.vivomeunegocio.com.br).

A definição dessa URL é um passo importante na estruturação online do negócio. Vale comentar que existem as extensões comuns (.com e .com.br), mas também muitas outras diferenciadas, como .org (para sites oficiais), emp.br (para pequenas e micro empresas), art.br (para atividades artísticas) e app.br (para aplicativos). Entenda mais no artigo sobre gTLD. No entanto, como não são tão utilizadas como as tradicionais, o mais eficaz é garantir o .com e o .com.br

A seguir, para ajudar a entender melhor, vamos dar algumas dicas sobre como escolher esse registro de domínio. 

1) Nome direto e autoexplicativo

Caso o domínio já tenha sido registrado, é preciso buscar alternativas. Deve-se considerar que a escolha do nome torna o site único e, ao mesmo tempo, pode diferenciá-lo da concorrência.

2) Curto e fácil de lembrar 

Não é indicado usar números no lugar de palavras e itens, ainda que seja para diferenciar de outros endereços. Exceto se for realmente necessário.

3) Preferência ao uso de .com ou .com.br 

Existem múltiplas opções de complementos, mas o melhor, como falamos anteriormente, é garantir um domínio popular como o .com ou .com.br, já que eles são os que possibilitam um alcance maior de visualizações. Além disso, por serem conhecidos do público, fica mais fácil o cliente lembrar o site da marca.

4) Não limitar o negócio 

Caso a empresa deseje ampliar a área de atuação, não pode ficar limitada porque escolheu mal um nome. Por exemplo, se uma loja de venda de meias adota o endereço “www.vendomeias.com”, pode ter dificuldade para expandir quando passar a vender camisetas também.

5) Verificação de redes sociais 

Antes de registrar o domínio, outra boa dica é verificar se ele está disponível para cadastro como página e usuário em redes sociais como Facebook, Twitter e Instagram. Quanto mais integrado for o nome nessas plataformas, mais fácil será para o cliente encontrá-la.

Registrando um domínio .com de internet

Agora, chegou a hora de efetivamente começar o passo a passo para ter uma URL própria pelo registro de domínios da Vivo Empresas. É muito simples, confira:

  1. Verifique a disponibilidade do domínio desejado. Depois disso, solicite o registro do domínio escolhido;  
  1. Contrate o plano ideal. Você receberá um e-mail de confirmação de assinatura; 
  1. Receba seus dados de login em até 48h por e-mail;
  1. Pronto! Agora o domínio é só da sua empresa!   contratar e registrar seu domínio

Como explicado anteriormente, é recomendável fazer o registro do .com e do .com.br, pois, caso uma outra companhia escolha primeiro, o procedimento para reivindicá-lo será longo. Portanto, o melhor é criar um site, registar o domínio e já garantir as extensões .com e .com.br de uma só vez. 

A Vivo Empresas conta com um serviço de hospedagem de sites no qual oferece o domínio gratuitamente no primeiro ano. Isso vale para qualquer extensão, não apenas o .com.

Hora de verificar a marca no INPI e fazer o registro 

Uma situação que pode acontecer no momento do registro é descobrir que a URL desejada já pertence a outra pessoa ou empresa. Nesse caso, a opção é flexibilizar a escolha. 

Caso abrir mão do endereço pretendido não seja uma opção, há algumas possibilidades. Na primeira, dá para alegar que possui direitos sobre a marca (caso já tenha o registro dela no INPI) e que o uso da URL por outra companhia é indevido.

Também é possível contestar um registro feito de má-fé, ou seja, com a finalidade de alugar ou vender para impedir que outra corporação o utilize ou aproveite o nome famoso para atrair tráfego ao site. No Sistema Administrativo de Conflitos de Internet, do Registro.br, dá para encontrar as informações necessárias para fazer esse tipo de reclamação.

Outra opção é o diálogo. Quando um endereço que a empresa deseja já está sendo usado, é viável buscar o contato do proprietário e conversar sobre a possibilidade de comprar o domínio. No entanto, a dica para toda companhia que está começando é fazer o cadastro da marca no INPI, que é o órgão oficial que cuida de patentes.

Conte com parceiros de qualidade 

Tudo que foi dito neste artigo pode parecer complicado para quem não tem familiaridade com os processos de desenvolvimento de páginas de internet ou canais online. Porém, a maioria dos negócios não cuidam disso pessoalmente. 

Existem inúmeras soluções no mercado que ajudam as corporações a manter a presença digital sem preocupações. Ciente dessa necessidade, a Vivo Empresas preparou um portfólio que abrange criação de sites, registro de domínio, manutenção, hospedagem, entre outros.

Gostou deste conteúdo? Então leia mais sobre o assunto nestes artigos publicados anteriormente: 

Até a próxima! 

Foto do autor
Solicite um contato