A contribuição da tecnologia para a comunicação na saúde

Foto do autor

Ainda que, hoje, o acesso à informação esteja cada vez mais simplificado e rápido, a comunicação direta entre médico e paciente continua sendo fundamental na área da saúde. O diálogo, o contato pessoal e a habilidade de escutar são aspectos indispensáveis para a boa prática da medicina, e trazem benefícios para ambos os lados.

Entre eles, podem ser destacados diagnósticos mais precisos, menor incidência de erros, tratamentos mais eficazes, maior conexão com os enfermos e menos reclamações. Porém, para isso, é necessário que a conversa seja precisa, clara, completa e compreendida por todos. E, nesse sentido, a tecnologia pode ser um agente facilitador. 

Neste artigo, abordaremos os seguintes tópicos:

  • Importância da comunicação na saúde;
  • Benefício de uma comunicação eficiente entre médico e paciente;
  • Principais desafios da comunicação na saúde;
  • Ferramentas de comunicação para profissionais da saúde;
  • Relação entre tecnologia e medicina;
  • Tecnologia como aliada na comunicação entre médico e paciente.

Importância da comunicação na saúde

A comunicação é um dos pilares da medicina, afinal, para conceder um diagnóstico, o médico precisa conversar com o paciente durante a consulta. Inclusive, é a partir dessa interação que é feita a anamnese, uma entrevista com o objetivo de registrar os sintomas relatados e facilitar a análise do quadro.

No livro Simulação de Doenças – Abordagem e Diagnóstico, o autor e ortopedista, Dario Giannini, afirma que “a anamnese completa, ao menos, 70% de qualquer diagnóstico”. Ou seja, ouvir o que a pessoa tem a dizer, entender do que ela está se queixando e absorver todas essas informações são fatores essenciais e devem fazer parte da rotina de um bom atendimento.

Sem isso, caso o paciente não se sinta confortável para dar detalhes sobre o seu quadro, será difícil criar um vínculo e conduzir um tratamento com a precisão necessária. Nessas situações, não é incomum que os enfermos façam pesquisas na internet em vez de seguirem a conduta indicada.

No entanto, é importante que todos entendam que, embora algumas respostas possam ser encontradas com facilidade online, apenas um médico é capaz de determinar qual é o real problema. E um dos papéis do profissional de saúde é fazer com esse fato seja compreendido. 

Webinar | Investir em tecnologia na saúde_V1

Benefícios de uma comunicação eficiente entre médico e paciente

A comunicação eficiente tem efeitos positivos na relação entre o paciente e o profissional da saúde, tanto na qualidade e na aceitação do tratamento quanto na redução das queixas e na diminuição dos erros, além de gerar mais confiança e segurança.

Confira, abaixo, mais vantagens de uma boa conversa entre as partes.

Melhor a adesão aos tratamentos

Quando o paciente sabe exatamente o que está acontecendo e entende o que levou o médico a prescrever determinado tratamento, a adesão é maior e melhor. E, para que isso aconteça, o profissional precisa fazê-lo se sentir confortável para conversar sobre os procedimentos, tirar dúvidas, questionar etc.

Maior confiança no profissional

A confiança é fundamental em qualquer tipo de relacionamento, mas, na relação entre doutor e enfermo, ela se torna ainda mais importante. Afinal, quando uma pessoa se consulta, ela está colocando sua saúde nas mãos do médico.

Vínculo entre médico e paciente

Outra vantagem é a criação de um entre as partes. Quando o paciente recebe um tratamento mais humanizado, ele se sente mais seguro e confiante, o que aumenta as chances de seguir a prescrição.

Diagnósticos mais precisos

Quanto mais informações o médico tiver, mais simples será chegar a um diagnóstico com o auxílio dos resultados dos exames necessários. Dessa forma, a tendência é que o profissional identifique os problemas mais rapidamente e receite os tratamentos mais eficientes.

Menos erros médicos

Com uma melhor descrição dos sintomas e com diagnósticos mais precisos, os erros serão menores. Um canal de comunicação aberto ajuda o profissional de saúde a conhecer os detalhes da situação, o que aumenta consideravelmente as chances da prescrição de um tratamento adequado.

Aumento da satisfação do paciente

Quando o paciente percebe que está sendo ouvido e valorizado, ele se sente satisfeito e, consequentemente, mais confortável para compartilhar o que está sentindo. Dessa forma, os resultados do tratamento são potencializados, visto que o médico consegue alinhar as expectativas e necessidades por meio dessas informações.

Principais desafios da comunicação na saúde

De acordo com uma pesquisa feita pela Universidade de Toronto, 54% das queixas e 45% das preocupações dos pacientes são ignoradas pelos médicos durante as consultas. Além disso, em cerca de 50% dos atendimentos, os profissionais da saúde e os enfermos não estão de acordo sobre a principal causa dos sintomas apresentados.

Isso pode acontecer por diversos motivos. Em alguns casos, a pessoa está insegura sobre o tratamento ou não se sente confortável para tirar dúvidas. Em outros, é o próprio doutor que não dá abertura para falar.

Um levantamento feito com médicos franceses mostrou que, durante uma consulta, 83% de tudo que é dito vem do profissional. Outro estudo, publicado no The Journal of the American Medical Association, constatou que os doutores levam menos de 23 segundos para interromper a fala do paciente em um atendimento.

Esses dados revelam que ainda existem diversos desafios nessa comunicação. Muitos deles podem ser fatores que geram insatisfação quanto ao serviço prestado. Dessa forma, a melhor solução para o problema é humanizar a relação entre as partes.

Ferramentas de comunicação para profissionais da saúde

O número de pessoas que buscam serviços de saúde online continua aumentando. Por esse motivo, é natural que os médicos queiram ter uma presença forte na internet, atraindo e fidelizando cada vez mais pacientes.

Apesar do contato pessoal ser indispensável em muitos casos, contar com ferramentas de comunicação facilita bastante a relação, de forma direta e indireta. A seguir, serão abordadas as principais ferramentas para profissionais da saúde e como elas podem ser úteis para o atendimento médico.

Redes sociais

Redes sociais como LinkedIn, Instagram e Facebook têm uma grande quantidade de usuários. E, considerando-se que todas as pessoas precisam de atendimento médico, estar nesses ambientes virtuais é uma forma de ter o primeiro contato com o paciente, mesmo que de forma indireta.

Com a visibilidade fornecida por esse tipo de ferramenta, é possível estabelecer uma relação com as pessoas, sobretudo criando conteúdos que façam diferença no dia a dia, como os de conscientização. Outra vantagem das redes sociais é a possibilidade de se comunicar efetivamente com os enfermos por meio de mensagens, sejam elas automatizadas ou não.

Site 

Hoje, ter um site bem estruturado é essencial para um profissional da saúde. Isso porque, muitas vezes, é por meio dessa página que o paciente tem o primeiro contato com o médico ou a clínica.

Para isso, é preciso pensar na identidade visual, no layout e, também, na mensagem e linguagem utilizadas, além de deixar todos os canais de atendimento visíveis. Inclusive, assim como no caso das redes sociais, é possível inserir um chat na página, para que o usuário tire dúvidas e consiga fazer o agendamento online de consultas.

Telemedicina

Essa inovação permite o atendimento e o monitoramento de pacientes, a análise de exames e a troca de informações a distância, servindo como um apoio para o exercício tradicional da medicina.

Com o uso de tecnologias de dados, que agregam qualidade e velocidade à troca de conhecimento, os doutores podem tomar decisões com mais agilidade e precisão. Dessa forma, os profissionais da saúde e os enfermos conseguem acessar os exames de qualquer lugar, utilizando computadores e dispositivos móveis conectados à internet.

LEIA MAIS:  Telemedicina em 2022: conheça os avanços e as perspectivas mais atuais para a saúde a distância

Relação entre a tecnologia e medicina

Essa relação é bastante ampla, desmembrando-se em aspectos benéficos para a área da saúde. A princípio, o que vem à mente é o fato de as inovações, hoje, permitirem às pessoas fazerem pesquisas sobre doenças ou sintomas, em vez de buscarem orientação médica. E esse procedimento não é recomendável.

No entanto, a internet também possibilita encontrar um profissional da saúde rapidamente, avaliando aspectos como especialização, endereço, histórico, avaliações de paciente e outros fatores que contribuem para o agendamento de uma consulta. 

Além disso, outra grande inovação criada graças ao avanço da tecnologia são os aplicativos para smartphones e demais dispositivos móveis, que simplificam o acesso a informações importantes. Entre os dados que contribuem para um atendimento médico de qualidade, estão: 

  • horário de atendimento;
  • prescrição médica;
  • teleconsulta.

Tecnologia aliada à comunicação entre médico e paciente 

Como já foi abordado neste artigo, a tecnologia contribui de diversas maneiras para a comunicação e a relação na saúde, criando um vínculo entre as partes, gerando confiança e viabilizando diagnósticos mais precisos.

A Vivo Empresas dispõe de soluções completas para seu negócio, neste ou em outros setores, como conectividade, segurança digital, Cloud Computing e ferramentas de colaboração e produtividade. Além de apoiar as organizações com toda a infraestrutura necessária.

Gostou deste conteúdo? Então, continue lendo nossos artigos sobre a contribuição das inovações tecnológicas para o setor da saúde:

Até a próxima!

Foto do autor
Solicite um contato