Restaurantes no Dia das Mães: veja como faturar em meio à crise

05/05/2021 às 19:57

Reinvenção é a palavra de ordem para bares e restaurantes no Dia das Mães. Aliás, isso vale para todas as datas comemorativas. 

Devido à pandemia, o setor precisou ir em busca de alternativas capazes de manter o faturamento em dia (ou evitar prejuízos). Dessa forma, estratégias como a adoção de sistemas de delivery e promoções especiais contribuem para alavancar os negócios.

No entanto, implementar tais ações exige uma infraestrutura específica, suportada, em grande parte, pela tecnologia. 

Elementos como conectividade e soluções em nuvem otimizam essa nova configuração de trabalho, viabilizando a continuidade das ações mesmo com a necessidade de manter os estabelecimentos fechados.

Neste artigo, falaremos justamente sobre como o segmento pode se preparar para aproveitar uma data que costuma ser lucrativa. Veja também:

  • Expectativa de vendas para o Dia das Mães em meio à crise;
  • O que fazer para obter maior lucratividade;
  • Como a tecnologia suporta os negócios;
  • A conectividade como base da operação digital de bares e restaurantes;
  • Os benefícios da nuvem;
  • Internet das Coisas otimiza o dia a dia dos estabelecimentos;
  • Cuidados com a exposição digital.

Restaurantes no Dia das Mães: vendas em meio à crise

Bares e restaurantes no dia das mães
Delivery, drive-thru e outras alternativas apoiadas pela tecnologia são tendência para esse Dia das Mães.

Mais uma vez, o Dia das Mães acontecerá de um jeito diferente do habitual. A data costumava ser uma das mais lucrativas para bares e restaurantes, ficando atrás apenas do Natal. 

No entanto, com diversos estabelecimentos fechados ou com restrições de funcionamento, será preciso apostar em estratégias alternativas para assegurar bons resultados mesmo em meio à crise.

Nesse sentido, o delivery foi o principal recurso utilizado em 2020. De acordo com a Statista, empresa alemã especializada em dados de mercado, o Brasil foi o responsável por 48,77% do volume de pedidos realizados em toda a América Latina. 

Para 2021, a projeção é de que o faturamento seja de US$ 6,3 trilhões de dólares em todo o mundo.

E diante desse cenário, especificamente para o Dia das Mães, as vendas online de refeições completas, ou semiprontas, aparecem como um caminho promissor. A experiência obtida no ano passado é um importante indicador.

Para se ter uma ideia, segundo uma pesquisa realizada pela Social Miner e divulgada em junho de 2020, a receita dos e-commerces deu um salto de 117% na ocasião.

Ou seja, as pessoas encontraram na internet uma forma de comprar os presentes das mães sem a necessidade de sair de casa.

Da mesma forma, almoços e jantares em família, que são típicos da data, também puderam contar com a ajuda do comércio eletrônico, que encontrou na modalidade de entrega uma forma de continuar operando.

O formato, portanto, agregou praticidade, conveniência e também segurança à experiência de compra.

Novos formatos e soluções

Muitos bares e restaurantes criaram, inclusive, hotsites para a venda de kits de refeições pré-prontas ou então fortaleceram as suas operações de delivery

Uma pesquisa realizada pela Saitos, especialista em sistemas de gestão para restaurantes, mostrou que 50% dos estabelecimentos não trabalhavam com entregas. Realizado em novembro de 2020, o estudo buscou elencar as tendências para o setor em 2021.


LEIA MAIS: Varejo no Dia das Mães: entenda como a transformação digital apoia o setor


Outro modelo utilizado para driblar os efeitos do distanciamento social é o drive-thru, que permite aos consumidores encomendarem e retirarem os produtos presencialmente (tomando todos os cuidados necessários). 

Nesses casos, sempre há a possibilidade de pedir os pratos previamente, seja a partir de uma página de vendas ou aplicativo, realizando o pagamento por esses mesmos meios para evitar contato físico.

Webinar | Transformação digital é essencial_V1

O que fazer para vender mais no Dia das Mães

Apesar do cenário pandêmico, a tendência é que haja um incremento das vendas, uma vez que estamos falando de uma das datas comemorativas mais importantes do calendário.

Sendo assim, os estabelecimentos devem planejar uma estrutura condizente com a possível demanda. Os sites, por exemplo, precisam ter uma hospedagem robusta para suportar os pedidos.

Além disso, é essencial que a logística esteja bem articulada e os estoques abastecidos para não gerar problemas, como falhas na entrega, indisponibilidade de produtos e decepções. É preciso ter em mente que, em épocas especiais, como o Dia das Mães, existe a possibilidade de as redes serem sobrecarregadas. 

Daí a importância de escolher as ferramentas adequadas – sendo a tecnologia uma aliada imprescindível, sobretudo para reforçar a infraestrutura disponível, garantir uma excelente conectividade e viabilizar o sistema de delivery, que tem sido uma das principais fontes de venda neste período de pandemia.

Igualmente, outro cuidado é fazer uma projeção de venda com base em 2020, que foi o primeiro ano nessa configuração. Para isso, os softwares de gestão podem auxiliar oferecendo o histórico necessário para consultas.

Como a tecnologia suporta os negócios

A digitalização permeia todos os caminhos que podem ser utilizados por bares e restaurantes para alavancar as vendas no Dia Das Mães. 

Além disso, as plataformas digitais também são essenciais para a divulgação de serviços e promoções, colocando a tecnologia como fator primordial para viabilizar as operações neste contexto de isolamento social.

Isso porque estamos falando aqui de uma infraestrutura capaz de ligar todas as pontas de um negócio, permitindo que dispositivos, softwares e equipamentos em geral operem em rede, captando dados em tempo real.

Pense, por exemplo, em um sistema de entregas. Todos os pedidos chegam via internet. Dessa forma, o estabelecimento deve ter um serviço 100% disponível, evitando, assim, prejuízos ocasionados por possíveis interrupções.

A conectividade é um fator imprescindível para o aprimoramento do processo de venda, otimizando o atendimento aos clientes. Investir nesse pilar tem consequências diretas, como ganhos em agilidade, assertividade, redução de custos e produtividade.


LEIA MAIS: O que é conectividade e por que ela é tão importante para os negócios


Por que a nuvem é indicada

Quando falamos em uma operação digital, sobretudo se tratando de equipes que se deslocam com frequência, a nuvem é um elemento-chave. A abordagem pode ser utilizada de diferentes formas em bares e restaurantes, agregando características como:

  • flexibilidade;
  • mobilidade;
  • acessibilidade;
  • e escalabilidade aos negócios.

É possível, por exemplo, adotar ferramentas de colaboração. Tal recurso permite uma visualização geral das atividades das equipes, bem como o andamento de processos e atividades. 

Quando se opera com a Cloud, todas as informações são disponibilizadas em uma plataforma online, que pode ser acessada por pessoas em diferentes localidades.

Além disso, servidores remotos podem implicar em economia, tão importante neste período de incertezas. Isso porque os gastos com hardware costumam ser mais elevados do que o sistema as-a-service

Neste caso, bares e restaurantes podem contratar os serviços de acordo com as demandas, podendo reduzir ou aumentar sempre que for preciso e sem burocracia.


LEIA MAIS: Veja como funciona a segurança de dados na nuvem


Bares e restaurantes conectados

Bares e restaurantes no dia das mães
O momento é ideal para reformular as estratégias de reabertura de bares e restaurantes, sobretudo com apoio tecnológico.

Seja para pagamentos contactless ou via aplicativo, rastreamento das equipes de entrega ou então para a exibição de cardápios (no caso da abertura dos estabelecimentos), os dispositivos conectados estão cada vez mais presentes no segmento.

Estamos vivendo a era da Internet das Coisas (Internet of Things, ou IoT) nos negócios. Segundo o Gartner, trata-se de uma das principais tendências para o futuro próximo, sobretudo para superar crises (como a ocasionada pela pandemia). 

Em outro estudo, a consultoria global destacou o conceito como um dos mais promissores no setor de vendas, sendo responsável por minimizar riscos, otimizar e refinar a experiência de compra.

Em caso de abertura dos estabelecimentos, a IoT pode contribuir monitorando os ambientes com mais precisão e assertividade. 

Sensores e câmeras, quando instalados nas cozinhas, ajudam a monitorar o cumprimento de regras sanitárias – prática que pode ser benéfica inclusive após a crise atual.

Já nos salões, principalmente neste contexto pandêmico, permitem identificar se as medidas de distanciamento estão sendo cumpridas à risca.


LEIA MAIS: Como a IoT contribui para a retomada das atividades presenciais


E a exposição digital?

O pagamento online implica na troca de dados importantes em ambientes virtuais. Tal exposição tem chamado a atenção de criminosos, que vivem em busca de oportunidades para realizar novos tipos de ciberataques

Sendo assim, é papel de cada bar e restaurante, ao adotar plataformas digitais, cercá-las de recursos capazes de blindar o tráfego de informações e, sobretudo, possíveis ações suspeitas.

Dessa forma, minimiza-se os riscos de invasões, protegendo os dados dos clientes, ao mesmo tempo em que se reduz prejuízos e se garante a disponibilidade das operações. 

Aqui, é válido lembrar que as datas comemorativas, como o Dia das Mães, podem ser chamarizes para esse tipo de ação. 

Por isso, atentar-se à segurança cibernética é essencial – a despeito do porte do bar ou do restaurante. Nesse sentido, é essencial criar estratégias eficazes, permeadas por recursos tecnológicos capazes de monitorar informações com rapidez e assertividade.

Conclusão

Conforme apontado anteriormente, o Dia das Mães ocorrerá, mais uma vez, em meio a uma crise global. E, como resposta, o setor de bares e restaurantes deve adotar estratégias para viabilizar a compra de refeições, sobretudo em ocasiões que causam pico nos pedidos

Diante desse cenário, a adoção de ferramentas digitais se torna cada vez mais importante. O delivery, por exemplo, tem sido um caminho eficiente para dar continuidade ao comércio, sem expor colaboradores ou clientes.

No entanto, para valer-se dos benefícios desse tipo de recurso, o estabelecimento deve ter, ao menos, uma estrutura básica, permeada por conectividade e recursos em nuvem. 

Adicionalmente, em operações maiores, ainda é possível contar com a Internet das Coisas e outras soluções inteligentes.

Tais tecnologias ajudam a reforçar a estrutura tecnológica do negócio, contribuindo diretamente para suportar o aumento das demandas e saltos nas vendas.

Como podemos ajudar

A fim de atender essa alta expectativa para restaurantes, especialmente em datas especiais como o Dia das Mães, a Vivo Empresas construiu um portfólio repleto de soluções dedicadas a promover agilidade, eficiência e efetividade aos estabelecimentos (estando eles com as portas abertas ou não).

Como parceira estratégica na implementação de tecnologias capazes de otimizar processos, a empresa oferece soluções em Conectividade, Equipamentos, Cloud, Segurança, Big Data, Ferramentas de Colaboração, TI e Gestão de Tecnologia.

Assim, nos colocamos à frente do desafio de digitalizar e escalar quaisquer estabelecimentos de todos os tamanhos, respeitando as mais diversas necessidades de personalização de cada projeto.

Quer saber mais sobre como alavancar as vendas no setor de bares e restaurantes? Confira os artigos que separamos para você:

Até a próxima!

Compartilhe este conteúdo!

Solicite um contato
campo obrigátório

Enviamos conteúdos do seu interesse para seu e-mail, cancele a qualquer momento.

Cadastro efetuado com sucesso!

Em breve você receberá os melhores conteúdos para ajudar a gerenciar, expandir ou inovar o seu negócio