Entenda quando seu negócio precisa de escalabilidade de TIC

Foto do autor

O que seria das empresas modernas se não fosse a Tecnologia da Informação e Comunicação, a famosa TIC? Essa área do conhecimento, sem dúvida, soma. Deixou de ser um suporte para as empresas e passou a ser vista como uma solução. Tanta notoriedade, porém, está exigindo que a ofereça um estrutura de escalabilidade.

O que é escalabilidade?

Se isso parece grego para você, vamos por partes. No mundo dos negócios, a escalabilidade é a capacidade de crescer atendendo às demandas. Porém, sem perder as qualidades que agregam valor ao produto ou serviço. Quando falamos em TIC, a escalabilidade de um sistema é a sua capacidade de “dar conta do recado”.

Um exemplo simples: os sites surgiram como uma ferramenta informacional das organizações. No entanto, hoje, com a crescente demanda por operações na web, é preciso ter uma estrutura escalável, principalmente em empresas que fornecem serviços nessa área e trabalham com picos de demanda.

Já imaginou uma loja virtual que pretende fazer mega liquidações? Sem um sistema escalável, o que poderia ser sucesso de vendas pode se tornar um fracasso total. Caso o site saia do ar por incapacidade de receber um tráfego muito grande. Quem nunca presenciou um caso desses ou ao menos ouviu falar?

Mão conectando cabo de internet. Imagem representa escaneabilidade de TIC.

É recomendável que sistemas sejam desenvolvidos sob o princípio da escalabilidade desde o princípio.

O ideal, de acordo com os especialistas, é construir a estrutura dentro dos conceitos de escalabilidade. Para que o sistema possa suportar um pico sempre que for necessário. Com a crescente evolução que vem ocorrendo dentro do universo da TIC, é preciso prever que o sistema logo precisará de modernizações.

Aliás, um dos meios mais eficazes de utilizar a escalabilidade em TIC é trabalhar com modelos de computação em nuvem. É importante ter em mente que, se o projeto não for concebido de forma escalável, as adaptações que você precisar no futuro terão um custo bem mais alto do que se investir nisso desde o início.

Webinar | Computação em nuvem ajuda na área financeira_V1

O que é computação em nuvem?

Tecnicamente falando, a computação em nuvem é um novo modelo de consumo de recursos computacionais, armazenamento, processamento, banda de entrada e saída de dados. Então, seus serviços têm revolucionado a TIC.

O termo computação em nuvem passou a ser utilizado em 2006 e foi criado pelo CEO do Google, Eric Schmidt, para descrever os seus próprios serviços. Pouco tempo depois, a Amazon lançou o serviço EC2 (Elastic Comput Cloud), e também passou a usar esse termo.

Atualmente, uma vasta gama de organizações utiliza os serviços em nuvem para organizar e agilizar seu trabalho. Um dos ganhos dos empresários com esse tipo de operação é que ela elimina a necessidade de investir grandes somas em infraestrutura no estágio inicial, permitindo que um negócio seja iniciado com poucas máquinas.

Entendeu por que é fundamental pensar em infraestrutura e escalabilidade nos sistemas de TIC? Agora pense sempre nisso ao desenvolver um novo projeto online ou de gestão interna.

Foto do autor
Solicite um contato