E2E: como aplicar o gerenciamento de ponta a ponta na sua empresa

Foto do autor

Em um mundo que depende de inúmeros players para entregar mercadorias e serviços, o conceito E2E (do inglês end-to-end), é uma das melhores estratégias que um negócio moderno pode adotar.

Cada vez mais popular, essa ideia consiste no acompanhamento de todas as etapas do processo de produção. Atuando dessa forma, a empresa tem muito mais controle sobre as atividades, reduzindo custos e trazendo mais eficiência à cadeia produtiva.

Utilizar essa estratégia pode parecer desafiador em um primeiro momento, mas existem diversas tecnologias que apoiam o end-to-end. Com a Internet das Coisas, Cloud Computing e outros recursos, o monitoramento se torna mais preciso e otimiza a rotina das companhias.

Saiba mais sobre o conceito E2E e entenda como as ferramentas digitais podem ajudar nessa abordagem. Nesta matéria serão abordados estes temas:

  • O que é o E2E;
  • Vantagens do gerenciamento E2E;
  • Tecnologias utilizadas pelas empresas E2E;
  • Como adotar a gestão de ponta a ponta.

O que é o E2E

Em tradução livre, E2E significa “de ponta a ponta”. Dessa maneira, esse conceito nada mais é que o acompanhamento constante de todo o processo produtivo envolvido no trabalho da empresa.

O objetivo da estratégia é proporcionar um controle maior nas etapas da cadeia de suprimentos. Isso representa, por exemplo, que uma loja varejista que adota a solução se preocupa não apenas com as vendas ao cliente final. Pelo contrário, trabalha de forma integrada com os produtores, fabricantes, distribuidores, transportadoras e ainda faz a gestão do pós-venda.

Um modelo de negócios em que frequentemente se observa a aplicação prática do processo são os e-commerces. Quando o vendedor online conhece a procedência da matéria-prima, possui informações sobre o estoque dos fornecedores, têm acesso à rota dos produtos em tempo real e é omnichannel, pode-se dizer que o comércio virtual atua de ponta a ponta.

Para aplicar esse formato de gestão, as empresas buscam monitorar os processos em uma única plataforma. Assim, em vez de utilizar diferentes softwares em cada etapa, a companhia centraliza as ações no mesmo sistema, buscando mais praticidade e menos custos.

O termo E2E ainda pode ser utilizado para nomear plataformas que servem como intermediárias entre o consumidor e o prestador de serviços. Exemplos disso são apps como o AirBnb e o BlaBlaCar, que funcionam no escopo da economia colaborativa.

No entanto, para explorar o conceito no contexto de negócios que procuram melhorar a integração com os outros players do mercado, serão apresentados os benefícios dessa estratégia.

E-book | Vantagens boa internet_V1

Vantagens do gerenciamento E2E

A integração de uma organização com os demais agentes da cadeia de suprimentos oferece vantagens competitivas. Na gestão E2E, tudo é pensado para proporcionar o máximo de eficiência, impactando diretamente na produtividade.

A seguir, serão descritas as principais melhorias proporcionadas pela solução.

Maior previsibilidade

Um dos maiores ganhos é o controle de todo o caminho do produto ou serviço até o consumidor final. Isso permite que a companhia possa informar ao seu cliente com mais precisão o dia em que determinada mercadoria chega ao estoque ou o tempo de entrega de uma encomenda.

Diminuição de erros operacionais

Muitos equívocos durante a cadeia de suprimentos podem ser evitados com a integração de ponta a ponta, pois os colaboradores passam a ter mais conhecimento da rotina interna e dos parceiros comerciais. A correção de falhas também ganha agilidade, visto que todas as etapas estão sendo acompanhadas.

Trabalhar sem essa perspectiva deixa as organizações mais vulneráveis a imprevistos. Empresas de TI, por exemplo, podem enfrentar problemas na instalação da infraestrutura computacional nas corporações caso a sua equipe interna e os fornecedores não estejam alinhados.

Aumento da segurança

Outra vantagem de orientar o negócio para a gestão de ponta a ponta é proporcionar mais proteção tanto física quanto online. O E2E ajuda as companhias a estabelecerem diretrizes claras de cibersegurança entre colaboradores e parceiros externos. Isso minimiza a exposição a crimes virtuais.

Assim, a organização fica mais protegida de práticas como ransomware e ataques DDoS (Distributed Denial of Service) e pode responder com agilidade às invasões. Outro ganho é em relação às entregas de mercadorias, visto que a prática do end-to-end inclui o acompanhamento da frota.

Aprimoramento constante

Quando todas as etapas da cadeia de suprimentos estão integradas, a empresa se torna apta para observar e agir sobre os entraves e aprimorar o trabalho continuamente. 

Com o E2E, as ações que visam à melhoria da produtividade e do atendimento ao consumidor são mais precisas, já que o negócio possui as informações necessárias para realizar diagnósticos e mensurar o impacto das mudanças.

Redução de custos

Essa vantagem é a consequência direta do benefício citado acima. Afinal, as ideias obtidas com esse tipo de gestão viabilizam a economia sem que haja impacto na qualidade do produto e serviço.

Além disso, o fato da estratégia unificar os sistemas de gerenciamento já é, por si só, uma ação voltada à redução de custos.

Incentivo à sustentabilidade

Como os diferentes atores produtivos estão integrados no E2E, os players trabalham com máxima eficiência. Consequentemente, ocorre menor gasto de energia e pouco desperdício, colaborando diretamente com a economia sustentável

As corporações também podem atuar ativamente para criar cadeias em torno da sustentabilidade, trabalhando somente com fornecedores ecologicamente responsáveis e utilizando transportes menos poluentes durante as entregas, entre outras ações.

Tecnologias utilizadas pelas empresas E2E

Para o gerenciamento de ponta a ponta se tornar realidade em seu negócio, é essencial o uso das tecnologias mais modernas. Partindo da conectividade, as inovações 4.0 entregam a máxima eficiência em gestão, oferecendo instrumentos que otimizam todas as etapas da cadeia de suprimentos.

Cloud Computing

A principal solução que as empresas precisam dispor em busca da integração é a Cloud Computing, ou computação em nuvem. Nesse sistema, softwares, bancos de dados e demais soluções de TI são hospedadas e operadas no mesmo ambiente digital. Isso possibilita que diferentes profissionais acessem as mesmas ferramentas à distância, viabilizando a colaboração entre diversos agentes do mercado e da própria organização.

É na nuvem, portanto, que funcionam as plataformas de monitoramento do E2E, tornando possível a execução da estratégia de maneira flexível e escalonável. Ou seja, as companhias podem adquirir programas computacionais, espaço de armazenamento e outros produtos, conforme sua necessidade.

Big Data

O gerenciamento ponta a ponta tem relação direta com o processamento e análise de dados. Essa etapa, viabilizada pelas tecnologias de Big Data, propicia que a organização tenha maior previsibilidade e precisão nas ações em toda a cadeia de suprimentos.

Assim, com o uso de ferramentas adequadas para interpretar, classificar e transformar em valor as informações geradas pelos diferentes players, as empresas ganham competitividade em inúmeros aspectos. 

Na relação com o cliente, a análise de dados por softwares de inteligência artificial é fundamental para oferecer atendimento personalizado, o que gera aumento na fidelização. Já no contato com os fornecedores, a quantidade e a frequência de pedidos pode ser realizada com mais assertividade, evitando desperdícios e trabalhando sempre com a disponibilidade atualizada de produtos.

Internet das Coisas 

Por meio da conexão de objetos físicos ao ambiente digital, possível graças à tecnologia de Internet das Coisas (IoT), as corporações ganham capacidades como monitoramento de dispositivos e controle de estoque. No contexto do gerenciamento E2E, esse recurso viabiliza a logística 4.0, na qual a frota pode ser acompanhada em tempo real.

A IoT também ajuda na manutenção preventiva dos veículos por meio de sensores que coletam dados sobre os componentes. Na última ponta do processo produtivo, onde está o cliente, fornece soluções como totens de autoatendimento, contribuindo para a melhora da experiência e a fidelização do consumidor.

Adote o E2E na sua empresa

O gerenciamento E2E gera inúmeras vantagens competitivas, pois incentiva o foco na integração com diferentes agentes econômicos e no uso de tecnologias digitais. Dessa forma, as companhias cooperam para otimizar as operações e oferecer o melhor atendimento ao público.

As maiores corporações brasileiras já perceberam a importância das inovações tecnológicas na coordenação dos negócios, conforme aponta a Agenda 2022, da Deloitte. Segundo a pesquisa, que englobou quase 500 empreendimentos, 96% dos entrevistados afirmaram que vão aumentar ou manter o investimento em aplicativos, sistemas e ferramentas de gestão ao longo deste ano.

Para ajudar as organizações a otimizarem os processos com o auxílio da tecnologia, a Vivo Empresas traz soluções completas e personalizadas, que apoiam desde as indústrias até o varejo, com atendimento especializado e recursos sofisticados que atendem às necessidades específicas de cada negócio.

Permaneça conosco e confira, nos artigos abaixo, outros ganhos que as inovações proporcionam aos empreendedores brasileiros:

Até a próxima!

Foto do autor
Solicite um contato